Ética e atuação profissional: percepção de Agentes Comunitários de Saúde

Autores

  • Artênio José Ísper Garbin Faculdade de Odontologia de Araçatuba – Universidade Estadual Paulista "Julio de Mesquita" UNESP.
  • Cléa Adas Saliba Garbin Faculdade de Odontologia de Araçatuba – Universidade Estadual Paulista "Julio de Mesquita" UNESP.
  • Suzely Adas Saliba Moimaz Faculdade de Odontologia de Araçatuba – Universidade Estadual Paulista "Julio de Mesquita" UNESP.
  • Diego Garcia Diniz Faculdade de Odontologia de Araçatuba –Universidade Estadual Paulista "Julio de Mesquita" UNESP.

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2317-2770.v16i2p65-71

Palavras-chave:

Serviços de saúde comunitária/recursos humanos, Serviços de saúde comunitária/ética, Ética profissional, Prática profissional/ética, Saúde da família.

Resumo

A percepção do Agente Comunitário de Saúde (ACS) quanto à ética no seu trabalho foi avaliada neste estudo. Aplicou-se um questionário abordando conflitos éticos na prática assistencial em 61 ACS. 90% relataram terem recebido informações sobre o tema, sendo ‘cursos profissionais’ o meio mais citado (68,9%). Em uma escala de 1 (mínimo) a 5 (máximo), 67% alegaram possuir conhecimento a respeito da ética entre 4 ou 5 e 88,5% informaram que esse tópico tem uma importância de 5 no seu trabalho. Os conflitos éticos expostos obtiveram uma média de 75% das respostas em acordo com as fontes de referência, sendo que os itens envolvendo "privacidade de informação" apresentaram as maiores discordâncias. A ética foi considerada importante para a atuação profissional dos sujeitos, os quais obtiveram uma percepção adequada sobre a matéria, entretanto o tópico ‘privacidade de informação’ gerou controvérsias.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Artênio José Ísper Garbin, Faculdade de Odontologia de Araçatuba – Universidade Estadual Paulista "Julio de Mesquita" UNESP.

Professor Adjunto Doutor. Departamento de Odontologia Infantil e Social da Faculdade de Odontologia de Araçatuba – Universidade Estadual Paulista "Julio de Mesquita" UNESP.

Cléa Adas Saliba Garbin, Faculdade de Odontologia de Araçatuba – Universidade Estadual Paulista "Julio de Mesquita" UNESP.

Professora Adjunta Doutora. Departamento de Odontologia Infantil e Social da Faculdade de Odontologia de Araçatuba – Universidade Estadual Paulista "Julio de Mesquita" UNESP.

Suzely Adas Saliba Moimaz, Faculdade de Odontologia de Araçatuba – Universidade Estadual Paulista "Julio de Mesquita" UNESP.

Professora Adjunta Doutora. Departamento de Odontologia Infantil e Social da Faculdade de Odontologia de Araçatuba – Universidade Estadual Paulista "Julio de Mesquita" UNESP.

Diego Garcia Diniz, Faculdade de Odontologia de Araçatuba –Universidade Estadual Paulista "Julio de Mesquita" UNESP.

Pós-graduando (doutorado) em Odontologia Social e Preventiva. Faculdade de Odontologia de Araçatuba –Universidade Estadual Paulista "Julio de Mesquita" UNESP.

Downloads

Publicado

2011-12-07

Como Citar

Garbin, A. J. Ísper, Garbin, C. A. S., Moimaz, S. A. S., & Diniz, D. G. (2011). Ética e atuação profissional: percepção de Agentes Comunitários de Saúde. Saúde, Ética & Justiça (e-ISSN 2317-2770), 16(2), 65-71. https://doi.org/10.11606/issn.2317-2770.v16i2p65-71

Edição

Seção

Artigo