A prestação obrigacional do dentista como obrigação de resultado: sistematização e análise crítica dos argumentos

Autores

  • Sergio Domingos Pittelli Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo FM/USP.
  • Márcia Vieira da Motta Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo FO/USP. Indiana University.

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2317-2770.v17i1p26-29

Palavras-chave:

Responsabilidade civil, Odontologia legal, Doença iatrogênica.

Resumo

Este artigo aborda e sistematiza os argumentos favoráveis à consignação de obrigação de resultado à obrigação jurídica do dentista. Três grupos de fundamentos são identi

ficados e discutidos: a especialidade, a natureza estética dos procedimentos, algumas características tidas como específicas da atividade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sergio Domingos Pittelli, Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo FM/USP.

Médico, mestre em ciências neurológicas pelo Departamento de Neurologia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo FM/USP e doutor em ciências pelo Departamento de Medicina Legal da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo FMUSP. Advogado especializado na área da saúde.

Márcia Vieira da Motta, Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo FO/USP. Indiana University.

Cirurgiã Dentista; Mestre em Odontopediatria pela Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo FO/USP, PhD em Odontologia pela Indiana University, especialista em Ciências Forenses.

Downloads

Publicado

2012-06-07

Como Citar

Pittelli, S. D., & Motta, M. V. da. (2012). A prestação obrigacional do dentista como obrigação de resultado: sistematização e análise crítica dos argumentos. Saúde, Ética & Justiça (e-ISSN 2317-2770), 17(1), 26-29. https://doi.org/10.11606/issn.2317-2770.v17i1p26-29

Edição

Seção

Artigo