Ciência e moral

Autores

  • Marcos de Almeida Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo – UNIFESP

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2317-2770.v18i2p134-136

Palavras-chave:

Ética, Bioética, Princípios morais, Ciência.

Resumo

O autor discute as relações entre Ciência e Moral: os dilemas éticos relacionados aos avanços da Ciência e os questionamentos da Moralidade à luz dos métodos científicos. A partir de questões como “O que há de correto na crítica da Moral à Ciência?”; “Que reações aos modos de pensar e atuar atuais são justificáveis?”; “O que é legitimo na acusação de que os códigos morais estão sendo descartados pelo conhecimento científico?” e, em especial, “É verdade que a Ciência é amoral e que a Moral não pode ser científica?” o autor desenvolve uma reflexão crítica a respeito do aspecto autoritário presente em uma Moral imposta. A conclusão é que a decisão moral deve levar em conta e ter seus fundamentos no conhecimento científico, nas emoções e no máximo possível de liberdade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcos de Almeida, Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo – UNIFESP

Docente na Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo – UNIFESP.

Downloads

Publicado

2013-12-14

Como Citar

Almeida, M. de. (2013). Ciência e moral. Saúde, Ética & Justiça (e-ISSN 2317-2770), 18(2), 134-136. https://doi.org/10.11606/issn.2317-2770.v18i2p134-136

Edição

Seção

Artigo