Relação entre achados ultrassonográficos de tendinopatia e bursopatia de ombro e incapacidade para o trabalho

Autores

  • Fernando Pessoa Weiss Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.
  • Talita Zerbini Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2317-2770.v18i2p157-166

Palavras-chave:

Bainha rotadora, Ultrassonografia, Avaliação de desempenho profissional.

Resumo

Achados como tendinopatia e bursopatia são comumente encontrados em exames de ultrassonografia de ombro, mas nem sempre geram repercussão clínica. Consequentemente, tais achados não são interpretados pelo médico perito como doença ou lesão. Isso acaba gerando muitas contestações por procuradores e juízes a respeito da qualidade técnica do laudo pericial. O presente estudo tem por objetivo avaliar a interpretação dos médicos peritos quanto à relação entre os achados de tendinopatia e bursopatia em exames de ultrassonografia do ombro e a incapacidade para o trabalho. Para isso, foram analisados os laudos periciais entre 01.08.2013 e 01.12.2013 do Juizado Especial Federal Previdenciário de Curitiba nos quais o avaliado tinha como queixa principal a dor no ombro, e que os achados ultrassonográficos fossem condizentes com objetivo do estudo. Os resultados foram avaliados considerando os sinais clínicos encontrados, os achados dos exames ultrassonográficos e a determinação de incapacidade para o trabalho. Dentre os 21 indivíduos incluídos no trabalho, houve correspondência entre as alterações ultrassonográficas e positividade dos testes clínicos em 42,8% dos casos. No entanto, destes, apenas 33% foram definidos com portadores de incapacidade para o trabalho. Com base neste estudo concluiu-se que apenas 14,3% dos indivíduos que apresentavam as alterações ultrassonográficas estudadas foram considerados incapazes para o trabalho, o que evidencia que somente achados isolados de exames complementares não são determinantes para a avaliação da capacidade laboral.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernando Pessoa Weiss, Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.

Médico Ortopedista, Pós-graduando do Curso de Especialização em Perícias Médicas e Medicina Legal da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.

Talita Zerbini, Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.

Professora colaboradora da Especialização em Perícias Médicas e Medicina Legal da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.

Downloads

Publicado

2013-12-14

Como Citar

Weiss, F. P., & Zerbini, T. (2013). Relação entre achados ultrassonográficos de tendinopatia e bursopatia de ombro e incapacidade para o trabalho. Saúde, Ética & Justiça (e-ISSN 2317-2770), 18(2), 157-166. https://doi.org/10.11606/issn.2317-2770.v18i2p157-166

Edição

Seção

Artigo