Documentaristas brasileiras e as vozes feminina e masculina

Autores

  • Karla Holanda Universidade Federal de Juiz de Fora

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-7114.sig.2015.103434

Palavras-chave:

Documentário, autoria feminina, feminismo, ditadura

Resumo

Após abordar certos aspectos da história do documentário moderno brasileiro, em especial sua relação com autorias femininas, iremos destacar um filme pouco conhecido, A entrevista (1966), de Helena Solberg, e cotejá-lo com documentários recentes, em especial Os dias com ele (2013), de Maria Clara Escobar. Nesse cotejo, serão discutidas as vozes feminina e masculina em documentários feitos por mulheres em dois períodos históricos. Pioneiro ao discutir os conflitos e anseio das mulheres, o primeiro documentário, ao final, retira a voz da mulher e a entrega à assertiva voz masculina. Em documentários mais recentes, as mulheres parecem fazer questão de reafirmar suas vozes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Karla Holanda, Universidade Federal de Juiz de Fora

Professora do Bacharelado em Cinema e Audiovisual e do PPG em Artes, Cultura e Linguagens, do Instituto de Artes e Design, da Universidade Federal de Juiz de Fora, é doutora em comunicação, pela UFF, e mestre em multimeios, pela Unicamp. É cineasta e autora do livro “Documentário nordestino: mapeamento, história e análise” (Annablume/Fapesp, 2008) e do banco de dados documentariobrasileiro.org.

Referências

CAVALCANTE, A.; HOLANDA, K. “Feminino Plural: história, gênero e cinema”. In: BRAGANÇA, M. de; TEDESCO, M. (orgs). Corpos em projeção: gênero e sexualidade no cinema latino-americano. Rio de Janeiro, 7 Letras, 2013, p. 134-152.

HOLLANDA, H. B. de (org). Quase Catálogo 1: realizadoras de cinema no Brasil (1930-1988). Rio de Janeiro: CIEC/UFRJ, 1989.

RAMOS, F. Mas afinal... o que é mesmo documentário?. São Paulo: Ed. Senac São Paulo, 2008.

SIMÕES, S. Deus, Pátria e Família: As mulheres no golpe de 1964. Rio de Janeiro: Ed. Vozes, 1985.

TAVARES, M. Helena Solberg: do cinema novo ao documentário contemporâneo. São Paulo: Imprensa Oficial, 2014.

TELLES, N. Encantações: escritoras e imaginação literária no Brasil –Século XIX. São Paulo: Intermeios, 2012.

Downloads

Publicado

2015-12-18

Como Citar

Holanda, K. (2015). Documentaristas brasileiras e as vozes feminina e masculina. Significação: Revista De Cultura Audiovisual, 42(44), 339-358. https://doi.org/10.11606/issn.2316-7114.sig.2015.103434