Argentina Sono Film e Cinédia: uma comparação

  • Arthur Autran Franco de Sá Neto Universidade Federal de São Carlos
Palavras-chave: Argentina, Brasil, História do Cinema, Produção Cinematográfica, Estúdios.

Resumo

O artigo compara a atuação da Cinédia, produtora cinematográfica brasileira fundada em 1930 por Adhemar Gonzaga, com a da Argentina Sono Film, criada em 1933 por Ángel Mentasti. O objetivo da comparação é descrever e analisar as estratégias de produção das empresas e a relação com o mercado nos primeiros anos de funcionamento de ambas, bem como as principais características dos filmes realizados no período. O artigo também descreve e coteja parte da trajetória de vida de Gonzaga e Mentasti.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Arthur Autran Franco de Sá Neto, Universidade Federal de São Carlos
Professor do Depto. de Artes e Comunicação da UFSCar. Doutor pelo Instituo de Artes da Unicamp.

Referências

BORDWELL, D.; STAIGER, J.; THOMPSON, K. El cine clásico de Hollywood: estilo cinematográfico y modo de producción hasta 1960. Barcelona: Paidós, 1997.

CALISTRO, M.; CENTRÁNGOLO, O.; ESPAÑA, C. et al. Reportaje al cine argentino – Los pioneros del sonoro. Buenos Aires: Anesa, 1978.

ESPAÑA, C. Medio siglo de cine. Buenos Aires: Abril, 1984.

GOMES, P. E. S. Humberto Mauro, Cataguases, Cinearte. São Paulo: Perspectiva / Editora da Universidade de São Paulo, 1974.

GONZAGA, A. 50 Anos de Cinédia. Rio de Janeiro: Record, 1987.

NÚBILA, D. di. La época de oro – Historia del cine argentino I. 2ª Ed. Buenos Aires: Jilguero, 1998.

POSADAS, Abel. “La caída de los estudios ¿Solo el fin de una industria?” In: WOLF, Sergio (org.). Cine argentino – La otra historia. 2ª Ed. Buenos Aires: Letra Buena, 1994, p. 217-241.

RAMOS, Lécio Augusto. “GONZAGA, Adhemar”. In: RAMOS, Fernão Pessoa; MIRANDA, Luiz Felipe (orgs.). Enciclopédia do cinema brasileiro. 3ª Ed. São Paulo: Senac, 2012, p. 347-350.

_____; HEFFNER, Hernani. “Cinédia”. In: RAMOS, Fernão Pessoa; MIRANDA, Luiz Felipe (orgs.). Enciclopédia do cinema brasileiro. 3ª Ed. São Paulo: Senac, 2012, p. 167-169.

SCHVARZMAN, Sheila. “Entre Cinearte e Cinédia: Octavio Gabus Mendes e Mulher”. In: CATANI, Afrânio Mendes; GARCIA, Wilton; LYRA, Bernardette et al (orgs.). Estudos Socine de Cinema – Ano IV. São Paulo: Panorama, 2003, p. 262-271.

_____. Humberto Mauro e as imagens do Brasil. São Paulo: Editora da UNESP, 2004.

Publicado
2015-12-18
Como Citar
Sá Neto, A. (2015). Argentina Sono Film e Cinédia: uma comparação. Significação: Revista De Cultura Audiovisual, 42(44), 15-28. https://doi.org/10.11606/issn.2316-7114.sig.2015.103648