O cinema latino-americano de Chris Marker

Autores

  • Tainah Negreiros Oliveira de Souza Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-7114.sig.2017.131895

Palavras-chave:

Chris Marker, América Latina, ICAIC.

Resumo

Este texto aponta os principais aspectos trabalhados no recém lançado livro O cinema latinoamericano de Chris Marker, de Carolina Amaral de Aguiar, buscando explicitar a relevância de sua pesquisa e os caminhos percorridos pela autora para tratar da relação do cineasta francês Chris Marker com os movimentos sociais na América Latina nos anos 1960 e 1970; relação essa que contribuiu para a concepção de uma parte significativa da filmografia do cineasta e também para a concepção de filmes na América Latina.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tainah Negreiros Oliveira de Souza, Universidade de São Paulo

Doutoranda em Meios e Processos Audiovisuais na Universidade de São Paulo

Referências

AGUIAR, C. A. O cinema latino-americano de Chris Marker. São Paulo: Alameda, 2016.

BRUNO, N. Chris Marker e as barricadas da memória: comentários em torno de estrado P.: a memória da arte em “Sans Soleil”. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2013.

KOIDE, E. Por um outro cinema: jogo da memória em Chris Marker. Tese (Doutorado) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011.

LANGMANN, U. O Manual da História idealizado. In: GRÉLIER, R. O bestiário de Chris Marker. Lisboa: Horizonte, 1986

LEONEL, B. N. A. Chris Marker e as barricadas da memória: comentários em torno de “Le fond de l’air est rouge”. Dissertação (Mestrado) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010.

______. Percursos da formação de Chris Marker: cinema militante, dissidência e profanação. Tese (Doutorado) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015.

SELIGMANN-SILVA, M. História, memória, literatura: o testemunho na era das catástrofes. Campinas: Unicamp, 2003.

Referências audiovisuais

À VALPARAÍSO. Chris Marker, França-Chile, 1963.

BRONENOSETS Potyomkin (O encouraçado Potemkin). Nina Agadzhanova, Rússia, 1925.

¡CUBA sí! Chris Marker, França, 1961.

L’AMBASSADE. Chris Marker, França, 1974.

LA BATAILLE des dix millions. Chris Marker, França, 1970.

LA JETÉE. Chris Marker, França, 1962.

LA SPIRALE. Chris Marker, França, 1976.

LE FONDE de l’air est rouge. Chris Marker, França, 1977.

LETTRE de Sibérie. Chris Marker, França, 1957.

ON VOUS parle du Brésil: Carlos Marighela. Chris Marker, França, 1971.

ON VOUS parle du Brésil: tortures. Chris Marker, França, 1969.

ON VOUS parle de Paris: Maspero, les monts ont un sens. Chris Marker, França, 1970.

Downloads

Publicado

2017-07-13

Como Citar

Souza, T. N. O. de. (2017). O cinema latino-americano de Chris Marker. Significação: Revista De Cultura Audiovisual, 44(47), 298-304. https://doi.org/10.11606/issn.2316-7114.sig.2017.131895