Mulheres de cinema e a escrita da história do cinema de autoria feminina

Autores

  • Erika Amaral Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-7114.sig.2021.169598

Palavras-chave:

Cinema de autoria feminina, História do cinema, Teorias feministas do audiovisual

Resumo

Nos últimos anos, no Brasil, o cinema dirigido por mulheres tem sido reconhecido em sua importância por meio de publicações como Mulheres de cinema, organizado por Karla Holanda. Majoritariamente escrita por pesquisadoras brasileiras, a coletânea de 22 artigos se volta para o cinema de autoria feminina em sua riqueza de origens, temporalidades, gêneros e temáticas, de modo a contribuir para o aprofundamento do conhecimento sobre filmes escritos, dirigidos, estrelados e produzidos por mulheres no campo de estudos de cinema.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Erika Amaral, Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes

Mestranda no Programa de Pós-Graduação em Meios e Processos Audiovisuais da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, com a pesquisa Representações da mulher caipira no cinema brasileiro: Amélia (2000), de Ana Carolina, e Uma Vida em Segredo (2001), de Suzana Amaral, financiada pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), processo nº 2018/13482-7. Integrante dos grupos de pesquisa História e Audiovisual: circularidades e formas de comunicação (CNPq) e Mirada – Estudos de Gênero e Audiovisual.

Referências

HOLANDA, K.; TEDESCO, M. (org.). Feminino e plural: mulheres no cinema brasileiro. São Paulo: Papirus, 2017.

HOLANDA, K. “Documentaristas brasileiras e as vozes feminina e masculina”. Significação, São Paulo, v. 42, n. 44, p. 339-358, 2015.

HOLANDA, K. “Da história das mulheres ao cinema brasileiro de autoria feminina”. Famecos, Porto Alegre, v. 24, n. 1, 2017.

HOLLANDA, H. B. de. (org.). Quase Catálogo 1: realizadoras de cinema no Brasil (1930 – 1988). Rio de Janeiro: Ceic: MIS: Funarj: Taurus-Timbre Editores, 1989.

MUNERATO, E.; OLIVEIRA, M. H. D. As musas da matinê. Rio de Janeiro: RioArte, 1982.

Downloads

Publicado

2021-01-30

Como Citar

Amaral, E. (2021). Mulheres de cinema e a escrita da história do cinema de autoria feminina. Significação: Revista De Cultura Audiovisual, 48(55), 294-300. https://doi.org/10.11606/issn.2316-7114.sig.2021.169598

Edição

Seção

Resenhas