Narrativas audiovisuais da periferia e disputas culturais em busca do povo

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-7114.sig.2021.169600

Palavras-chave:

Povo, Periferia, Comunidade, Narrativas, Audiovisual

Resumo

O objetivo deste texto é compreender as transformações na produção de vídeo ligada às classes populares nas últimas décadas no país, tendo em vista mudanças nas formas organizativas e nas narrativas de expressões diversas dessa produção. Analisa-se sobretudo suas elaborações de categorias como povo, periferia, comunidade, que dialogam com concepções oriundas de outras estruturas sociais e institucionais, bem como outras categorias discursivas utilizadas para abordar a desigualdade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Wilq Vicente, Universidade Federal do ABC

Doutorando em Ciências Humanas e Sociais na Universidade Federal do ABC (UFABC) e Mestre em Estudos Culturais pela Universidade de São Paulo (USP), é organizador dos livros Jorge Furtado: Tudo isso aconteceu, mais os menos (no prelo) e Quebrada? Cinema, vídeo e lutas sociais (2014), pela Coleção Cinusp. Coordena oficinas de vídeo e foi curador de diversas mostras de filmes sobre audiovisual popular e periférico para o Cinusp, Kinoforum, Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo, entre outros.

Referências

ALVARENGA, C. Vídeo e experimentação social: um estudo sobre o vídeo comunitário contemporâneo no Brasil. 2004. Dissertação (Mestrado) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2004.

BERNARDET, J. C. Cineastas e imagens do povo. São Paulo: Companhia das Letras, 2003.

COMPARATO, F. K. “Variações sobre o conceito de povo no regime democrático”. Estudos Avançados, São Paulo, v. 11, n. 31, 1997. p. 211-222.

HAMBURGER, E. “Políticas da representação: ficção e documentário em ônibus 174”. In: MOURÃO, M. D.; LABAKI, A. (org.). Cinema do Real. São Paulo: CosacNaify, 2005. p. 196-215.

HAMBURGER, E. “Guerra das Imagens”. Revista Rapsódia, São Paulo, v. 12, 2018. p. 25-44.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Desigualdades sociais por cor ou raça no Brasil. Rio de Janeiro: IBGE – Coordenação de População e Indicadores Sociais, 2019. Disponível em: https://bit.ly/39KFf74. Acesso em: 14 ago. 2020.

INEP. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Sinopse Estatística da Educação Superior Graduação. Brasília, DF: 2010. Disponível em: https://bit.ly/2IntQyG. Acesso em: 14 ago. 2020.

ORTIZ, R. A moderna tradição brasileira. São Paulo: Brasiliense, 2001.

ORTIZ, R. Cultura brasileira e identidade nacional. São Paulo: Brasiliense, 1985.

RIDENTI, M. Em busca do povo brasileiro: artistas da revolução, do CPC à era da TV. São Paulo: Unesp, 2014.

RIDENTI, M. Brasilidade Revolucionária. São Paulo: Ed. Unesp, 2010.

RIDENTI, M. “Caleidoscópio da cultura brasileira (1964-2000)”. In: MICELI, S.; PONTES, H. (org.). Cultura e sociedade: Brasil e Argentina. São Paulo: Edusp, 2014. p. 21-71.

RIDENTI, M. “Artistas e intelectuais no Brasil pós-1960”. Tempo Social, São Paulo, v. 17, n. 1, 2005. p. 81-110.

SCHWARZ, R. Cultura e política. São Paulo: Paz e Terra, 2001.

STÜCKER, A. A periferia nos seriados televisivos Cidade dos Homens e Antônia. 2009. Dissertação (Mestrado) – Escola de Comunicação e Artes, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2009.

XAVIER, I. Alegorias do Subdesenvolvimento: cinema novo, tropicalismo, cinema marginal. São Paulo: CosacNaify, 2012.

VICENTE, W; STÜCKER, A. “O audiovisual como instrumento de mudança na cidade e como criação de redes de interlocução cultural e política”. In: VICENTE, W. (org.). QUEBRADA? Cinema, vídeo e lutas sociais. São Paulo: Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária/USP, 2014. p. 15-38.

VICENTE, W. Imagens do povo no vídeo: Estado, lutas sociais e produção cultural das décadas de 1980 e 2000. 2015. Dissertação (Mestrado em Estudos Culturais) – Escola de Artes, Ciências e Humanidades, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015.

Downloads

Publicado

2021-01-30

Como Citar

Vicente, W. (2021). Narrativas audiovisuais da periferia e disputas culturais em busca do povo. Significação: Revista De Cultura Audiovisual, 48(55), 134-152. https://doi.org/10.11606/issn.2316-7114.sig.2021.169600

Edição

Seção

Artigos