Eisenstein multimídia: uma transposição de meios

Autores

  • Cauê Ueda Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes
  • Fernando Scavone Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes
  • Maria Fernanda Riscali de Lima Moraes Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-7114.sig.2022.184176

Palavras-chave:

Arlindo Machado, Sergei Eisenstein, Montagem, CD-ROM, Multimídia

Resumo

Este artigo analisa a transposição do primeiro livro escrito por Arlindo Machado, Eisenstein: geometria do êxtase (1982) para o formato de CD-ROM, explorando os recursos das mídias digitais a partir de elementos estéticos derivados do Construtivismo Russo e demais elementos de linguagem do cinema de Sergei Eisenstein. O desdobramento desse trabalho de pesquisa de Arlindo, realizado em pesquisa colaborativa, pode ampliar os caminhos na busca por novas tecnologias.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cauê Ueda, Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes

Mestrando pelo Programa de Pós-Graduação em Meios e Processos Audiovisuais da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP).

Fernando Scavone, Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes

Doutor em Ciências da Comunicação pela ECA-USP.

Maria Fernanda Riscali de Lima Moraes, Universidade de São Paulo

Doutora em Meios e Processos Audiovisuais pela ECA-USP.

Referências

BULGAKOWA, O. “Eisenstein, A casa de vidro e o livro esférico”. Arte e ensaios, Rio de Janeiro, v. 2, n. 31, p. 108-125, 2016.

DENSER, M. T. O pensamento gráfico no cinema: a construção e a representação da imagem cinematográfica. 2008. Tese (Doutorado em Comunicação) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2008.

EISENSTEIN, S. A forma do filme. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1990a.

EISENSTEIN, S. O sentido do filme. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1990b.

LAURENTIZ, S. Imagens animadas. 1999. Tese (Doutorado em Comunicação e Semiótica) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 1999.

MACHADO, A. Eisenstein: geometria do êxtase. São Paulo: Brasiliense, 1982.

MACHADO, A. Eisenstein multimídia. São Paulo, 1993.

MORAES, M. F. R. L. A fotografia do conflito: uma parceria entre Sergei Eisenstein e Eduard Tissé. Dissertação (Mestrado em Meios e Processos Audiovisuais) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015.

STERLING, B. “The Dead Media Manifesto”. Alamut, London, 1998. Disponível em: https://bit.ly/3yCe6xw. Acesso em: 12 fev. 2021.

Referências audiovisuais

ALEKSANDR Nevsky (Alexander Nevsky). Sergei Eisenstein, URSS, 1938.

BRONENOSETS Potemkin (Encouraçado Potemkin). Sergei Eisenstein, URSS, 1925.

IVAN Groznyy (Ivan, o Terrível). Sergei Eisenstein, URSS, 1944.

IVAN Groznyy. Skaz vtoroy: Boyarskiy zagovor (Ivan, o Terrível – parte II). Sergei Eisenstein, URSS, 1945.

Downloads

Publicado

2022-02-04

Como Citar

Ueda, C., Scavone, F., & Moraes, M. F. R. de L. (2022). Eisenstein multimídia: uma transposição de meios. Significação: Revista De Cultura Audiovisual, 49(57), 61-79. https://doi.org/10.11606/issn.2316-7114.sig.2022.184176