"Dilação" em Duchamp: uma atitude consciente no interior de uma construção paradoxal

Autores

  • Martin Grossmann Universidade de São Paulo, Escola de Comunicações e Artes

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-7114.sig.1994.65511

Palavras-chave:

Criticismo, Sincrônico, Diacrônico, Complexidade, Indiferença, Não-sinal, Ato criativo.

Resumo

É necessário que se faça a distinção entre a importância de Duchamp no "mundo das idéias" (sua contribuição para uma crítica moderna/contemporânea) e os conceitos surgidos e discutidos ao comparar sua intencionalidade com a do Modernismo. McEVILLEY (1988) demonstra com agudeza os méritos desta distinção em seu artigo "Empyrrhical Thinking (And Why Kant Can't)", no qual lista as várias considerações que diferentes autores' fazem sobre a contribuição de Duchamp à Arte Moderna e pondera que, em sua grande maioria, estes posicionamentos malogram principalmente ao tentarem determinar as razões que levaram Duchamp a abandonar a pintura de forma drástica. Este evento na vida de Duchamp vai ser aludido aqui como o seu "grande cisma".

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Martin Grossmann, Universidade de São Paulo, Escola de Comunicações e Artes

Professor e Coordenador de Pesquisa do Núcleo de Informática na Escola de Comunicações e Artes, Universidade de São Paulo

Downloads

Publicado

1994-12-25

Como Citar

Grossmann, M. (1994). "Dilação" em Duchamp: uma atitude consciente no interior de uma construção paradoxal. Significação: Revista De Cultura Audiovisual, 21(10), 48-72. https://doi.org/10.11606/issn.2316-7114.sig.1994.65511

Edição

Seção

Artigos