Implosão mediática: corporalidades nas configurações de sentidos da linguagem

Autores

  • Nísia Martins Rosário Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Lisiane Machado Aguiar Universidade Federal do Rio Grande do Sul

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-7114.sig.2014.82572

Palavras-chave:

Corporalidades, linguagens, semiótica da cultura.

Resumo

Na instância desse artigo parte-se do pressuposto de que os corpos são essencialmente geradores de sentidos e têm intenso potencial para produzir semioses ilimitadas, tanto mantendo o que está estabelecido como norma – as regularidades –, quanto promovendo cisões e rearticulação de significados – as imprevisibilidades. Entendemos que as corporalidades assumem dinamicidade e complexidade à medida que o corpo utiliza a linguagem para se comunicar, afetar e ser afetado. Contudo, os textos corporais construídos na dimensão midiática assumem características específicas com relação à dinamicidade e à complexidade das linguagens e dos sistemas culturais. Logo, as corporalidades midiáticas são problematizadas pela perspectiva da semiótica da cultura e, especialmente pelo conceito de explosão de Yuri Lotman a fim de averiguar suas especificidades de funcionamento. Em vista disso, debate-se a existência de um processo de implosão no âmbito televisivo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Nísia Martins Rosário, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

É professora e pesquisadora da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, no curso de Comunicação Social e no Programa de Pós Graduação em Comunicação e Informação. Bolsista Produtividade em Pesquisa CNPq. Possui doutorado em Comunicação Social pela PUC/RS (2003), mestrado em Ciências da Comunicação pela Unisinos (1997) e graduação em Comunicação Social - jornalismo pela mesma instituição. A ênfase de suas investigações é em Comunicação Visual, atuando principalmente nos seguintes temas: corporalidades, imagem, linguagens, semiótica e metodologia. Membro dos grupos de pesquisa Gpesc (Grupo de pesquisa semiótica e cultura da comunicação) e Processocom (Processos comunicacionais: epistemologia, midiatização, mediações e recepção ) o qual é organizador da Rede Amlat (Rede Temática Comunicação, Cidadania, Educação e Integração na América Latina).

Lisiane Machado Aguiar, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Doutoranda em Ciências da Comunicação e Informação na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), na linha de pesquisa Linguagem e Culturas da Imagem. Mestre em Ciências da Comunicação na Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS). Graduada em Comunicação Social: Hab. Publicidade e Propaganda e Jornalismo (UNISINOS). Membro do grupo de pesquisa em semiótica e culturas da comunicação (GPESC) da UFRGS e do Grupo de pesquisa em processos comunicacionais: epistemologia, midiatização, mediações e recepção (PROCESSOCOM) da UNISINOS.

Referências

BERGSON, H. Memória e vida. São Paulo: Martins Fontes, 2006.

BYSTRINA, I. Tópicos em semiótica da cultura. São Paulo: CISC/PUCSP, pré-print, 1995.

HILLIS, K. Sensações digitais: espaço, identidade e corporificações na realidade virtual. São Leopoldo: Editora Unisinos, 2004.

LOTMANN, Y. M. Cultura y explosión. Barcelona: Editora Gedisa, 1999.

______. Universe of the mind: a semiotic theory of culture. Indiana: Indiana University Press, 2000 (a).

______. Semiosfera I – semiótica de la cultura e del texto. Madrid: Cátredra, 1996.

______. Semiosfera III – semiótica de las artes e de la cultures. Madrid: Cátedra, 2000(b).

______. No-memorians I. Entretextos, n. 10. Granada, 2007. Disponível em: http://www.ugr.es/~mcaceres/entretextos.htm, acessado em: jun/2012.

______. No-memorians II. Entretextos, n. 11, 12, 13. Granada, 2009. Disponível em: http://www.ugr.es/~mcaceres/entretextos.htm, acessado em: jun/2012.

______. Sobre el concepto contemporâneo de texto. Entretextos. n.2, nov. Granada, 2003(a). Disponível em: http://www.ugr.es/~mcaceres/entretextos.htm, acessado em: jun/2012.

_______. La semiótica de la cultura y el concepto de texto. Entretextos. n.2, nov. Granada, 2003 (b). Disponível em: http://www.ugr.es/~mcaceres/entretextos.htm, acessado em: jun/2012.

LOTMAN, I.; USPENSKII, B.; IVANÓV, V. Ensaios de Semiótica Soviética. Lisboa: Livros Horizonte, 1981.

MACHADO, I. (org.) Semiótica da Cultura e Semiosfera. São Paulo: Annablume/FAPESP, 2007.

ROSÁRIO, N. M.. Imagens midiáticas em corpos eletrônicos. InTexto, v. 2008/1, p. 6, 2008.

ROSÁRIO, N. M.; DAMASCENO, A. F.. Contribuições de Iuri Lotman à teoria da comunicação: cultura, informação e explosão. In: ROSÁRIO, N.M; OLIVEIRA, L.D.; PARODE, F.P. Entre semióticas. São Paulo: Kazuá, 2013.

Downloads

Publicado

2014-12-04

Como Citar

Rosário, N. M., & Aguiar, L. M. (2014). Implosão mediática: corporalidades nas configurações de sentidos da linguagem. Significação: Revista De Cultura Audiovisual, 41(42), 166-185. https://doi.org/10.11606/issn.2316-7114.sig.2014.82572

Edição

Seção

Artigos