Algumas coisas não são muito verdadeiras”: consumo midiático e recepção da publicidade televisiva na infância

  • Fárida M. Rabuske Kuntz Universidade Federal de Santa Maria
  • Elisa Reinhardt Piedras Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Palavras-chave: publicidade, fluxo publicitário, televisão, recepção, infância

Resumo

O objetivo deste trabalho é explorar os hábitos de consumo na televisão e a recepção da publicidade dirigida à criança. Após uma discussão teórica sobre publicidade, recepção e infância, operacionalizamos metodologicamente a noção de fluxo publicitário em pesquisa exploratória e qualitativa, realizada por meio de entrevistas com seis crianças. Os resultados revelam hábitos de consumo e práticas de recepção da publicidade televisiva.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fárida M. Rabuske Kuntz, Universidade Federal de Santa Maria

Mestranda pelo Programa de Pós-Graduação em Comunicação da UFSM.

Elisa Reinhardt Piedras, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Doutora em Comunicação, professora do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Informação da UFRGS.

Publicado
2017-06-07