O novo público da indústria musical: aquele que compra ou aquele que escuta?

Autores

  • Dani Gurgel Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1984-5057.v8i2p44-53

Palavras-chave:

Indústria fonográfica, Streaming, Digital, YouTube

Resumo

As mudanças estruturais no modo de consumo de música, com o crescimento das vendas digitais e a transição da pirataria para o streaming, culminam numa alteração de paradigma sobre quem é o público-alvo da indústria musical: não mais o público que de fato compra um produto fonográfico, e sim o público que o escuta e gera renda de outras maneiras.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Dani Gurgel, Universidade de São Paulo

Mestranda da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, entrelaça a música e a imagem em cada aspecto e contexto. Fotógrafa e musicista, tem como cúmplice da bagagem de mais de dez anos de carreira em ambas as áreas o frescor da fácil adaptação a novas formas de comunicação digital.

 

Downloads

Publicado

2016-12-21

Como Citar

GURGEL, D. O novo público da indústria musical: aquele que compra ou aquele que escuta?. Signos do Consumo, [S. l.], v. 8, n. 2, p. 44-53, 2016. DOI: 10.11606/issn.1984-5057.v8i2p44-53. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/signosdoconsumo/article/view/115002. Acesso em: 2 dez. 2022.