Soft Power e a construção simbólica da realidade

a influência da mídia no comportamento da sociedade − o caso da reforma da previdência no Brasil

  • Aryovaldo de Castro Azevedo Jr Universidade Federal do Paraná, Curitiba, Brasil
Palavras-chave: Propaganda, Comunicação integrada, Política, Oligopólios, Poder

Resumo

A sociedade contemporânea tem consolidado o capitalismo enquanto sistema econômico hegemônico, principalmente pela influência dos conglomerados de mídia e entretenimento para a construção simbólica da realidade, somados ao poder de corporações que induzem a definição de diretrizes públicas por parte dos Estadosnacionais. Este artigo, através de análise documental e estudo de caso, propõe tecer algumas relações entre os atores que influenciam as estruturas de poder e exemplificar com estudo de caso da campanha pela reforma da previdência social realizada pelo governo federal brasileiro e, assim, demonstrar a influência da linguagem persuasiva na comunicação pública.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Aryovaldo de Castro Azevedo Jr, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, Brasil

Pós-doutor em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo. Doutor em Multimeios pelo Instituto de Artes da Universidade Estadual de Campinas. Mestre em Ciências da Comunicação pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo e bacharel em Publicidade e Propaganda pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo. Integra os grupos de pesquisa Estudos em Comunicação, Consumo e Sociedade (ECCOS/UFPR) e Comunicação Eleitoral (CEL/UFPR). Membro da Associação Brasileira de Pesquisadores em Publicidade (ABP2), Red Latinoamericana de Investigadores en Publicidad (Relaip) e Associação Internacional de Investigadores em Branding (Observatório de Marcas). Professor Associado do Departamento de Comunicação e do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal do Paraná.

Publicado
2018-12-20