Percepção dos usuários de substâncias psicoativas sobre a redução de danos

Autores

  • Josenaide Engracia dos Santos Universidade de Brasília; Faculdade de Ceilândia
  • Ana Carolina Oliveira Costa Universidade de Brasília; Faculdade de Ceilândia

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1806-6976.v12i2p101-107

Palavras-chave:

Narrativas; Usuário de Drogas; Pesquisa Qualitativa

Resumo

INTRODUÇÃO: A redução de danos (RD) minimiza riscos e anomalias provocadas ou secundárias pelo uso de drogas sem que ocorra necessariamente a redução do consumo. OBJETIVO: Compreender a RD a partir do olhar do usuário de substâncias psicoativas. METODOLOGIA: Estudo qualitativo tendo como eixo teórico metodológico o construcionismo social. Instrumento: entrevista semiestruturada. Sujeitos da pesquisa: Usuários de substâncias psicoativas em situação de rua. RESULTADOS: Relatos que explicitam o redutor de danos como operador de novidade, a prevenção à saúde, a problematização e oposição com relação a ações da RD. CONCLUSÃO: A visão dos usuários é um elemento que pode proporcionar processos de desalienação subjetiva e coletiva, frente à dureza dos métodos de normatização implícito nas ações com usuários de drogas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2016-06-01

Como Citar

Santos, J. E. dos, & Costa, A. C. O. (2016). Percepção dos usuários de substâncias psicoativas sobre a redução de danos. SMAD, Revista Eletrônica Saúde Mental Álcool E Drogas (Edição Em Português), 12(2), 101-107. https://doi.org/10.11606/issn.1806-6976.v12i2p101-107

Edição

Seção

Artigo Original de Chamada