Binge drinking e fatores associados em indígenas da etnia Karipuna

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1806-6976.smad.2021.167996

Palavras-chave:

População indígena, Transtornos induzidos por álcool, Transtornos relacionados ao uso de substâncias, Abuso de álcool, Binge drinking

Resumo

Objetivo: identificar a prevalência do uso em binge em indígenas Karipuna e verificar a associação desse uso com variáveis sociodemográficas, clínicas e comportamentais da amostra. Método: trata-se de um estudo transversal realizado com 230 indígenas de 12 aldeias Karipuna em Oiapoque. Obteve-se o rastreio do uso em binge por meio da Questão-Chave. Coletaram-se os dados entre maio e dezembro de 2017. Realizaram-se, a priori, a análise de frequência das variáveis envolvidas no estudo e, na sequência, o teste qui-quadrado e o modelo de regressão logística. Resultados: revela-se que a prevalência do uso em binge foi de 24,8% de uma a três vezes; de 20,4% de quatro a seis vezes; de 12,2%  de sete a dez vezes e de 9,6% em mais de dez vezes. Associaramse os seguintes fatores: estudante (OR=2,99); migração da aldeia de origem (OR=2,22); uso de preservativo (OR=2,62) e relações sexuais após o consumo de álcool (OR=1,61).
Conclusão: alerta-se que o uso ocasional de risco de álcool demanda consideração, bem como o conhecimento das particularidades da população ora investigada, a fim de estabelecer controle, planejamento de recursos terapêuticos para que se alcancem resultados efetivos nas ações planejadas e principalmente nas que são adotadas na prática a fim ...

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernanda Matos Fernandes Castelo-Branco, Universidade Federal do Amapá. Enfermagem

Possui graduação em Enfermagem pelo Centro Universitário UNINOVAFAPI (2004). Especialista em Saúde Mental pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) , Programa de Saúde da Família (FACISA), Revisão Sistemática e Metanálise (USP) e em Álcool e outras Drogas (USP). Mestre em Saúde da Família pelo Centro Universitário UNINOVAFAPI. Pós doutora em Enfermagem pela Escola Superior de Enfermagem de Coimbra. Doutora pelo Programa de Pós-graduação em Enfermagem - PPGE do Departamento de Enfermagem Materno-infantil e Psiquiátrica da Universidade de São Paulo (USP), membro do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Enfermagem em Adicções - Álcool & outras drogas (NEPEAA) - CNPq. Líder do Grupo de Estudo Saúde Mental e Povos Indígenas (GESMEPI) - CNPq. Professora Adjunta da Universidade Federal do Amapá - UNIFAP (Campus Binacional)Tem experiência nas áreas de Saúde Mental, Álcool e outras drogas.

Divane de Vargas, Universidade de São Paulo. Departamento de Enfermagem Materno Infantil e Psiquiátrica

Professor titular do Departamento de Enfermagem Materno-Infantil e Psiquiátrica da Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo. Doutor em Enfermagem Psiquiátrica pela EERP/USP. Pós-doutorado em Enfermagem em Adições pela New York Universtity College of Nursing, Nova Iorque, Estados Unidos e Livre Docente pela EEUSP. Líder do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Enfermagem em Adições - Álcool & outras drogas (NEPEAA)-CNPq . Presidente da Comissão de Pós Graduação da EEUSP (2019-2021). Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem - PPGE (2017-2019) Fundador e presidente do Capitulo Brasileiro da International Nurses Society on Addictions (2015-2020). Membro do Conselho Diretor da International Nurses Society on Addictions (IntNSA) gestão (2016-2020). Fellow da Academia Internacional de Enfermagem em Adições. Seus interesses de pesquisa envolvem o uso problemático de álcool e saúde; Intervenções Breves no uso de álcool; Enfermagem em Adições; Enfermagem Psiquiátrica & saúde mental.

Referências

Ghiggi Júnior A, Langdon EJ. Reflections on intervention strategies with respect to the process of alcoholization and self-care practices among Kaingang indigenous people in Santa Catarina State, Brazil. Cad Saude Publica. 2014 Jun;30(6):1250-8. doi: 10.1590/0102-311x00108613

Oliveira M. Alcoolismo entre os Kaingáng: do sagrado e lúdico à dependência. In: Anais do Seminário sobre Alcoolismo e Vulnerabilidade às DST/Aids entre os Povos Indígenas da Macrorregião Sul, Sudeste e Mata Grosso do Sul; 2001. Brasília. Brasília: Ministério da Saúde; 2001. p. 127-48. [cited 2018 Aug 5]. Available from: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/021anais_seminario.pdf

Souza MLP, Garnelo L. Quando, como e o que se bebe: o processo de alcoolização entre populações indígenas do alto Rio Negro, Brasil. Cad. Saude Publica. 2007 July;23(7):1640-48. doi: 10.1590/S0102-311X2007000700015

Santos CCAA. Identificação da microbiota e caracterização físico-química da bebida fermentada caxiri produzida pelo povo Juruna (Yudjá), Mato Grosso, Brasil [dissertação]. Lavras: Microbiologia Agrícola, Universidade Federal de Lavras; 2010. [cited 2018 Aug 5]. Available from: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/4765

Souza MLP, Deslandes SF, Garnelo L. Modos de vida e modos de beber de jovens indígenas em um contexto de transformações. Cienc Saude Colet. 2010;15(3):709-16. doi: 10.1590/S1413-81232010000300013

Dias LF. Uso e abusos de bebidas alcóolicas segundo os povos indígenas do Uaçá. In: Labate BC, Goulart SL, Fiore M, MacRae M, Carneiro H, organizadores. Drogas e cultura: novas perspectivas. Salvador: EDUFBA; 2008. p. 199-217. [cited 2018 Nov 15]. Available from: https://repositorio.ufba.br/ri/bitstream/ufba/192/1/Drogas%20e%20Cultura.pdf

Souza JA, Aguiar JI. O alcoolismo em população Terena no Estado do Mato Grosso do Sul: impacto da sociedade envolvente. In: Anais do Seminário sobre Alcoolismo e Vulnerabilidade às DST/Aids entre os Povos Indígenas da Macrorregião Sul, Sudeste e Mata Grosso do Sul; 2001. Brasília. Brasília: Ministério da Saúde; 2001. p. 149-68. [cited 2018 Aug 5]. Available from: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/021anais_seminario.pdfp.

Fleming MF, Barry KL, Manwell LB, Johnson K, London R. Brief physician advice for problem alcohol drinkers: a randomized controlled trial in community-based primary care practices. JAMA [Internet]. 1997 Apr [cited 2018 Aug 5]; 277(13):1039-45. Available from: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/9091691

Maciel MED, Vargas D. Cultural adaptation and content validation of the Single-Question for screening alcohol abuse. Rev Esc Enferm USP. 2017:e03292. doi: 10.1590/S1980-220X2016048703292

Mitchell AJ, Brid V, Rizzo M, Hussain S, Meader N. Accuracy of one or two simple questions to identify alcohol-use disorder in primary care: a meta-analysis. Br J Gen Pract. 2014;64(624):408-8. doi: 10.3399/bjgp14X680497

Brasil. Ministério da Saúde. Conselho Nacional de Saúde. Resolução nº466, de 12 de dezembro de 2012. Aprova as diretrizes e normas regulamentadoras de pesquisas envolvendo seres humanos. Brasília: MS; 2012. [cited 2018 Aug 5]. Available from: https://conselho.saude.gov.br/resolucoes/2012/Reso466.pdf

Brasil. Ministério da Saúde. Conselho Nacional de Saúde. Resolução n.º 304/00 de 9 de agosto de 2000. Aprova as Normas para Pesquisas Envolvendo Seres Humanos – Área de Povos Indígenas. Brasília: MS; 2000. [cited 2018 Aug 5]. Available from: https://unip.br/presencial/pesquisa/comite/pesquisa_seres_humanos/r_304_00_090800.aspx

Brasil. Presidência da República. Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas. Relatório brasileiro sobre drogas. Brasília: SENAD; 2009. [cited 2018 Aug 5]. Available from: https://www.justica.gov.br/central-de-conteudo/politicas-sobre-drogas/relatorios-politicas-sobre-drogas/relatoriobrasileirosobredrogas-2010.pdf

Coimbra Júnior CEA, Santos RV, Escobar AL, organizadores. Epidemiologia e saúde dos indígenas no Brasil. Rio de Janeiro: Fiocruz; 2003. [cited 2018 Aug 5]. Available from: http://books.scielo.org/id/bsmtd/pdf/coimbra-9788575412619.pdf

Medeiros ACLV. O consumo de bebida alcoólica e o trabalho no povo indígena Xukuru do Ororubá [dissertação]. Recife: Centro de Pesquisa Aggeu Magalhães, Fundação Oswaldo Cruz; 2011. [cited 2018 Aug 5]. Available from: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/13298

Oliveira RCC, Silva AO, Maciel SC, Melo JRF. Situação de vida, saúde e doença da população indígena Potiguara. Rev Min Enferm [Internet]. 2012 Jan-Mar; [cited 2018 Aug 5]. 16(1):81-90. Available from: http://www.reme.org.br/exportar-pdf/504/v16n1a12.pdf

Carvalho NS, Cho R, Flores LP. DST em populações indígenas no Brasil – análise crítica e revisão de literatura. J Bras Doenç Sex Trans. 2011;23(3):142-5. doi: 10.5533/2177-8264-201123307

Santos VL, Díaz Bermúdez XP, Toledo LM, Cruz MM, Moreira E. Reflexões sobre as políticas de controle das DST e Aids na população indígena. Rev Tempus [Internet]. 2010 [cited 2018 Aug 5];4(2):89-100. Available from: https://repositorio.unb.br/bitstream/10482/23024/1/ARTIGO_ReflexoesPoliticas.pdf

Souza JA, Oliveira M, Kohatsu M. O uso de bebidas alcóolicas nas sociedades indígenas: algumas reflexões sobre os Kaingáng da bacia do rio Tibagi, Paraná. Coimbra Júnior CEA, Santos RV, Escobar AL, organizadores. Epidemiologia e saúde dos indígenas no Brasil. Rio de Janeiro: Fiocruz; 2003. p. 149-68. [cited 2018 Aug 5]. Available from: http://books.scielo.org/id/bsmtd/pdf/coimbra-9788575412619.pdf

Melo JRFD, Maciel SC, Oliveira RCC, Silva AO. Implicações do uso do álcool na comunidade indígena Potiguara. Physis. 2011;21(1):319-33. doi: 10.1590/S0103-73312011000100019

Oliveira CS, Lotufo Neto F. Suicídio entre povos indígenas: um panorama estatístico brasileiro. Rev Psiquiatr Clín [Internet]. 2003 [cited 2018 Oct 24];30(1):4-10. Available from: http://www.scielo.br/pdf/rpc/v30n1/20583.pdf

Armenta BE, Sittner Hartshorn KJ, Whitbeck LB, Crawford DM, Hoyt DR. A longitudinal examination of the measurement properties and predictive utility of the Center for Epidemiologic Studies Depression Scale among North American Indigenous adolescents. Psychol Assess. 2014;26(4):1347-55. doi: 10.1037/a0037608

Sanchez ZM. A prática de binge drinking entre jovens e o papel das promoções de bebidas alcoólicas: uma questão de saúde pública. Epidemiol Serv Saude. 2017;26(1):195-8. doi: 10.5123/S1679-49742017000100020

Sanchez ZM, Locatelli DP, Noto AR, Martins SS. Binge drinking among Brazilian students: a gradient of association with socioeconomic status in five geo-economic regions. Drug Alcohol Depend. 2013;127(1-3):87-93. doi: 10.1016/j.drugalcdep.2012.06.018

Laranjeira R, Pinsky I, Sanches M, Zaleski M, Caetano R. Padrão de uso de álcool em brasileiros adultos. Rev Bras Psiquiatr. 2010;32(3):231-41. doi: 10.1590/S1516-44462009005000012

Botti NCL, Castro NCL, Silva AK, Silva MF, Oliveira LC, Castro ACHOA, et al. Padrão de uso de álcool entre homens adultos em situação de rua de Belo Horizonte. SMAD, Rev Eletr Saúde Mental Álcool Drogas [Internet]. 2010 [cited 2018 Aug 5];6(n. esp.):536-55. Available from: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/smad/v6nspe/10.pdf

Souza MLP, Schweickart JC, Garnelo L. O processo de alcoolização em populações indígenas do Alto Rio Negro e as limitações do CAGE como instrumento de screening para dependência ao álcool. Rev Psiquiatr. Clín. 2007;34(2):90-6. doi: 10.1590/S0101-60832007000200005

Claro HG, Oliveira MAF, Almeida MM, Vargas D, Plaglione HB. Adaptação cultural de instrumentos de coleta de dados para mensuração em álcool e drogas. SMAD, Rev Elet Saúde Mental Álcool Drog [Internet]. 2011 [cited 2018 Aug 5];7(2):71-7. Available from: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/smad/v7n2/04.pdf

Publicado

2021-03-31

Como Citar

Castelo-Branco, F. M. F., & Vargas, D. de. (2021). Binge drinking e fatores associados em indígenas da etnia Karipuna. SMAD Revista Eletrônica Saúde Mental Álcool E Drogas (Edição Em Português), 17(1), 7-16. https://doi.org/10.11606/issn.1806-6976.smad.2021.167996