Afeto e consumo do álcool em trabalhadores da indústria petroquímica do sul de Veracruz, México

Autores

  • Leticia Cortaza Ramírez Universidad Veracruzana; Facultad de Enfermería de Minatitlan
  • Maria Magdalena Alonso Castillo Universidad Autónoma de Nuevo León; Facultad de Enfermería

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1806-6976.v3i1p01-14

Palavras-chave:

Consumo de Bebidas Alcoólicas, Afeto, Trabalhadores, Enfermagem

Resumo

O objetivo deste estudo foi conhecer de que maneira os fatores pessoais biológicos, socioculturais e o afeto influenciam o consumo de álcool entre os trabalhadores de uma indústria petroquímica no sul de Veracruz, México. A amostra compreendeu 219 trabalhadores. Dois questionários foram aplicados: um de Afeto Relacionado ao Consumo de Álcool e o AUDIT. Os resultados mostraram que os homens consomem mais do que as mulheres (U=1042.50, p<.01) e os trabalhadores administrativos mais do que os operários (U=4333.50, p<.01). Sexo, escolaridade e renda econômica tiveram efeitos significativos no consumo do álcool (F(3,215)=10.56, p<.01). O afeto negativo foi significativamente associado com o consumo prejudicial (rs=.22 p<.02) e mostrou diferenças significativas antes, durante e após o consumo (p<.01).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2007-02-01

Como Citar

Ramírez, L. C., & Castillo, M. M. A. (2007). Afeto e consumo do álcool em trabalhadores da indústria petroquímica do sul de Veracruz, México. SMAD Revista Eletrônica Saúde Mental Álcool E Drogas (Edição Em Português), 3(1), 01-14. https://doi.org/10.11606/issn.1806-6976.v3i1p01-14

Edição

Seção

Artigo Original de Chamada