Saúde mental de trabalhadores de setores administrativos de uma empresa de construção civil e estruturas metálicas

Autores

  • Juliana Ribeiro Centro Universitário de Rio Preto; curso de enfermagem
  • Juliana Dias Reis Pessalacia Centro Universitário de Rio Preto; curso de enfermagem
  • Amanda Ap. Mattos Centro Universitário de Rio Preto; curso de enfermagem
  • Franciele Aramaki Centro Universitário de Rio Preto; curso de enfermagem
  • Renato Postteli Centro Universitário de Rio Preto; curso de enfermagem

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1806-6976.v5i1p1-13

Palavras-chave:

Saúde do Trabalhador, Saúde Mental, Enfermagem do Trabalho

Resumo

O objetivo deste trabalho foi analisar os fatores de risco para a saúde mental de trabalhadores de setores administrativos de uma indústria de construção civil e metálica. Dos dados obtidos, ficaram em destaque os seguintes fatores de risco para a saúde mental dos trabalhadores do estudo: 26 (81,2%) com histórico pessoal/familiar de doença mental; 21 (65,62%) com desconforto físico no trabalho; 15 (46,8%) com padrão de sono e repouso alterados; 14 (43,7) referindo excesso de responsabilidade; 7 (21,8%) com relato de ansiedade e 5 (15,6%) etilismo. A pesquisa revelou que tanto o desgaste físico como o mental predispõem a doenças ocupacionais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2009-02-01

Como Citar

Ribeiro, J., Pessalacia, J. D. R., Mattos, A. A., Aramaki, F., & Postteli, R. (2009). Saúde mental de trabalhadores de setores administrativos de uma empresa de construção civil e estruturas metálicas. SMAD, Revista Eletrônica Saúde Mental Álcool E Drogas (Edição Em Português), 5(1), 1-13. https://doi.org/10.11606/issn.1806-6976.v5i1p1-13

Edição

Seção

Artigo Original de Chamada