Ações de enfermagem frente às implicações clínicas do tabagismo na saúde da mulher

Autores

  • Carla Coutinho Sento Sé Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro; Escola de Enfermagem Alfredo Pinto
  • Wellington Mendonça de Amorim UNIRIO; EEAP; Laboratório de Pesquisa de História da Enfermagem

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1806-6976.v5i1p1-18

Palavras-chave:

Cuidados de Enfermagem, Tabagismo, Saúde da Mulher, Gravidez

Resumo

Estudo sobre as ações de enfermagem junto às mulheres frente às implicações clínicas do tabagismo na gestação (1986-2007). Esta pesquisa exploratória foi embasada em análise documental. Fontes: publicações do Ministério da Saúde, artigos científicos indexados no Portal de Periódicos Capes e na Biblioteca Virtual de Saúde e Legislações Federais do Tabagismo no Brasil. OBJETIVOS: identificar as proposições do Ministério da Saúde sobre o hábito da mulher de fumar; analisar as implicações clínicas do tabagismo na gestação a partir das produções científicas; discutir as implicações clínicas do tabagismo na gestação para subsidiar as ações de enfermagem junto às gestantes e/ou mulheres fumantes. RESULTADOS: as principais implicações clínicas do tabagismo na gestação encontradas foram baixo peso ao nascer, alterações útero-placentárias, crescimento intrauterino retardado, prematuridade e mortalidade perinatal.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2009-02-01

Como Citar

Sé, C. C. S., & Amorim, W. M. de. (2009). Ações de enfermagem frente às implicações clínicas do tabagismo na saúde da mulher. SMAD, Revista Eletrônica Saúde Mental Álcool E Drogas (Edição Em Português), 5(1), 1-18. https://doi.org/10.11606/issn.1806-6976.v5i1p1-18

Edição

Seção

Artigo Original de Chamada