Efetividade de diferentes métodos para detecção de binge drinking em estudantes de Odontologia

Autores

  • Miriane Lucindo Zucoloto Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho; Faculdade de Odontologia de Araraquara
  • Danilo Spinelli Cioffi Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho; Faculdade de Odontologia de Araraquara
  • Juliana Alvares Duarte Bonini Campos Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho; Faculdade de Odontologia de Araraquara

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1806-6976.v9i3p129-135

Palavras-chave:

Alcoolismo; Estudantes; Diagnóstico; Validade dos Testes

Resumo

Objetivou-se neste trabalho estimar o comportamento de beber entre estudantes de Odontologia e comparar a efetividade de métodos de rastreamento para detecção do binge drinking. Participaram 284 estudantes. Utilizou-se o AUDIT completo e suas formas reduzidas (AUDIT-3 e AUDIT-C). Construiu-se a curva ROC e estimou-se sua área. Dos estudantes, 91,0 e 90,6% do sexo masculino e feminino, respectivamente, relataram consumir bebidas alcoólicas. O binge drinking ocorreu em 69,2% dos meninos e 52,4% das meninas. Os três métodos apresentaram boa capacidade discriminatória. No sexo feminino, houve diferença entre o AUDIT-3 e o AUDIT-C. Observou-se alta prevalência de binge drinking entre os estudantes. A versão completa e as reduzidas do AUDIT mostraram-se efetivas para detecção do binge drinking.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2013-12-01

Como Citar

Zucoloto, M. L., Cioffi, D. S., & Campos, J. A. D. B. (2013). Efetividade de diferentes métodos para detecção de binge drinking em estudantes de Odontologia. SMAD Revista Eletrônica Saúde Mental Álcool E Drogas (Edição Em Português), 9(3), 129-135. https://doi.org/10.11606/issn.1806-6976.v9i3p129-135

Edição

Seção

Artigo Original de Chamada