Além das nuvens e dos relógios: a percepção da realidade em David Bohm

Autores

  • Rodrigo França Carvalho Instituto Federal de Educação. Ciência e Tecnologia de Goiás

DOI:

https://doi.org/10.11606/S1678-31662016000200006

Palavras-chave:

Bohm. Popper. Nuvens. Relógios. Plasma. Criatividade. Liberdade. Determinismo. Indeterminismo. Teoria quântica

Resumo

Neste artigo, apresentamos e debatemos um aspecto específico da visão científica do físico quântico David Bohm (1917-1992) acerca da realidade. Em nosso debate, pretendemos mostrar que essa visão é alicerçada na transcendência da dicotomia determinismo-indeterminismo. Por meio de algumas de suas teorias, tais como a teoria do plasma, a interpretação ontológica da teoria quântica e o programa científico da totalidade, da ordem implícita e da ordem explícita, procuramos defender a ideia de que a visão de Bohm é que a realidade é um processo situado além das “nuvens e dos relógios”, expressão que tomamos de empréstimo do filósofo da ciência Karl Popper (1902-1994). Dessa forma, tal perspectiva abre espaço para a compreensão de que a criatividade e a liberdade estão no cerne da natureza e da realidade como um todo

Downloads

Publicado

2016-12-30

Como Citar

Carvalho, R. F. (2016). Além das nuvens e dos relógios: a percepção da realidade em David Bohm. Scientiae Studia, 14(2), 409-433. https://doi.org/10.11606/S1678-31662016000200006

Edição

Seção

Artigos