A lei de Marsh do crescimento cerebral e a ideia de progresso biológico na evolução

  • Felipe Faria Universidade Federal de Santa Catarina. Departamento de Filosofia
Palavras-chave: Lei evolutiva. Crescimento cerebral. Progresso. Fósseis endocranianos. Paleoneurologia.

Resumo

A utilização de uma lei evolutiva deve ocorrer em função de seu valor heurístico na composição de sequências filogenéticas. Esta era uma das características da lei do crescimento cerebral, proposta por O. C. Marsh (1831-1899), que amiúde levava à constatação da existência de uma tendência a um aumento de complexidade corporal ocorrente durante o processo evolutivo. Diversas críticas foram então feitas, frequentemente fundamentadas na impossibilidade de que uma tendência pudesse operar no processo evolutivo que tinha como mecanismo a seleção natural, a qual, por sua vez, baseava-se na oferta de variação ocorrida ao acaso. Mesmo assim, a lei de Marsh permaneceu sendo utilizada devido ao seu potencial explicativo e, de certo modo, preditivo.
Publicado
2018-04-03
Como Citar
Faria, F. (2018). A lei de Marsh do crescimento cerebral e a ideia de progresso biológico na evolução. Scientiae Studia, 15(2), 387-410. https://doi.org/10.11606/51678-31662017000200009
Seção
Artigos