Cartas provincianas: Gilberto Freyre e Manuel Bandeira em crônica epistolar

  • Silvana Moreli Vicente
Palavras-chave: Gilberto Freyre, Manuel Bandeira, cartas no Modernismo brasileiro

Resumo

Gilberto Freyre e Manuel Bandeira começaram a trocar cartas em 1925. A leitura do conjunto lança luz sobre o estilo de escrita de ambos, além de ajudar a compor um quadro com elementos fundamentais para se compreender a dinâmica do Modernismo no Brasil. Recife e Rio de Janeiro são os espaços em que desfilam personagens e episódios contados nas linhas dessas “crônicas epistolares”

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Silvana Moreli Vicente
doutora em Teoria Literária e Literatura Comparada pela Universidade de São Paulo
Publicado
2008-12-18
Como Citar
Vicente, S. (2008). Cartas provincianas: Gilberto Freyre e Manuel Bandeira em crônica epistolar. Teresa, (8-9), 189-204. Recuperado de https://www.revistas.usp.br/teresa/article/view/116699
Seção
Diálogos