“Conclusões gerais”: a leitura da peça O que é o casamento?, de José de Alencar, no conto “Curiosidade” e na crítica de Machado de Assis

  • Amanda Rios Herane Universidade de São Paulo
Palavras-chave: Crítica, Conto, Teatro, Machado de Assis, José de Alencar

Resumo

Em texto publicado no Diário do Rio de Janeiro, durante março de 1866, Machado de Assis tratou de algumas peças teatrais de José de Alencar, incluindo O que é o casamento?, levada à cena em 1862. De acordo com a interpretação de Machado de Assis, Alencar responderia à pergunta contida no título da peça mostrando que não se poderiam extrair “conclusões gerais” sobre o casamento. Neste artigo, propõe-se que, no ano de 1879, Machado de Assis reelaborou essa leitura de O que é o casamento? em seu conto “Curiosidade”, recolocando-a de modo a suscitar um debate, de teor relativista, sobre a possibilidade de que a ficção oferecesse respostas para a “vida real”.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Amanda Rios Herane, Universidade de São Paulo
Doutora em Literatura Brasileira pela Universidade de São Paulo
Publicado
2018-03-08
Como Citar
Herane, A. (2018). “Conclusões gerais”: a leitura da peça O que é o casamento?, de José de Alencar, no conto “Curiosidade” e na crítica de Machado de Assis. Teresa, (18), 49-61. Recuperado de https://www.revistas.usp.br/teresa/article/view/127292