Análise da variação terminológica denominativa em textos jurídicos:

o caso do termo petição inicial

  • Amanda Henrique Pereira Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho"
  • Odair Luiz Nadin da Silva Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" https://orcid.org/0000-0002-4655-0724
Palavras-chave: Terminologia, Variação terminológica, Terminologia do Direito

Resumo

Este artigo tem como objetivo apresentar a análise do conceito de petição em textos jurídicos verificando as possíveis variantes denominativas para o termo. Enveredamos pela análise da variação denominativa por partimos de uma listagem de termos que são candidatos a variantes. Investigamos o que entendemos como o conceito de petição, ou seja, texto que dá início ao processo jurídico. Com isso, visamos identificar, a partir da lista de candidatos a termos, quais desses são utilizados para denominar o texto em questão na amostra de 20 peças jurídicas que analisamos. Para realizarmos nossa análise, pautamo-nos, principalmente, em Freixa (2002; 2006; 2014), Cabré (1999) etc. Tendo isso, além de identificar se há variação denominativa verificamos como ela ocorre nos textos estudados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Amanda Henrique Pereira, Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho"

Doutoranda em Linguística e Língua Portuguesa pela Universidade Estadual Paulista - Júlio Mesquita Filho (UNESP/FCL-Ar).

Odair Luiz Nadin da Silva, Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho"

Professor Associado (R.D.I.D.P.) do Departamento de Letras Modernas da Faculdade de Ciências e Letras da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - campus de Araraquara

Referências

AULETE, C. Aulete Digital. Dicionário contemporâneo da língua portuguesa: Dicionário Caldas Aulete, online. Lexikon Editora digital. Disponível em: . Acesso em: 14 out. 2017.

BAKHTIN, M. M. Estética da criação verbal. São Paulo: Martins Fontes, 1997 [1979].

BARROS, L. A. Curso básico de terminologia. São Paulo: Edusp, 2004.

BRASIL. Lei nº 13.105, de 16 de março de 2015. Código de Processo Civil. Diário Oficial da União, Brasília, 2015. Disponível em: . Acesso em: 06 dez. 2019.

CABRÉ, M. T. La Terminologia: Representación y comunicación: Elementos para uma teoria de base comunicativa y otros artículos. Barcelona: Institut Universitari de Linguística aplicada, 1999.

COSTA, S. R. Dicionário de gêneros textuais. 2.ed. rev. ampl. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2009.

FAULSTICH, E. Socioterminologia: mais que um método de pesquisa, uma disciplina. Ciência da Informação, v. 24, n. 3, Brasília, DF, 1995. Disponível em: . Acesso em: 19 jun. 2017.

FREIXA, J. Causes of denominative variation in terminology: A typology proposal. Terminology, v. 12, Amsterdam/Philadelphia: J Benjamins, 2006.

______. La variació terminològica. Anàlisi de la variació denominativa en textos de diferent grau d’especialització de l’àrea de medi ambient. 2002, 397f. Tese (Variació en el Llenguatge) – Universidade de Barcelona: Barcelona, 2002.

______. La variación denominativa em Terminologia: Tipos y causas. In: ISQUERDO, A. N.; DAL CORNO, G. O. M. (Org.). As ciências do léxico: lexicologia, lexicografia, terminologia. v. 07. Campo Grande: Editora UFMS, 2014, p. 305-323.

FRÖHLICH, L. R. Tradução Forense: Um Estudo de Cartas Rogatórias e suas Implicações. 347 f. Tese (Tese de Doutorado em Estudos da Tradução) — Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2014. Disponível em: . Acesso em: 08 ago. 2019.

HOFFMANN, L. Llengatges d'especialitat. Barcelona: Institut Universitari de Lingüística Aplicada, Universitat Pompeu Fabra, 1998.

ISQUERDO, A. N.; DAL CORNO, G. O. M. (Org.). As ciências do léxico: lexicologia, lexicografia, terminologia. v. 07. Campo Grande: Editora UFMS, 2014.

MURAKAWA, C. A. A.; NADIN, O. L. Terminologia: uma ciência interdisciplinar. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2013.

NADIN, O. L. A variação denominativa em terminologia: A problemática das siglas. In: MURAKAWA, C. A. A.; NADIN, O. L. Terminologia: uma ciência interdisciplinar. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2013, p. 167-185.

PEREIRA, A. H. Terminologia do Direito do Consumidor: Análise das motivações da variação terminológica. 108 f. Dissertação (mestrado em Linguística e Língua Portuguesa) – Faculdade de Ciências e Letras, Universidade Estadual Paulista. Araraquara, 2018.

SILVA, De P. e. Vocabulário Jurídico, atualizadores: Nagib Slaibi Filho e Priscila Pereira Vasques Gomes. 31. ed. Rio de Janeiro: Forense, 2014.
Publicado
2019-12-17
Como Citar
Pereira, A., & da Silva, O. L. (2019). Análise da variação terminológica denominativa em textos jurídicos:. Tradterm, 34, 121-142. https://doi.org/10.11606/issn.2317-9511.v34i0p121-142
Seção
Artigos