Tentando “chegar lá”: as experiências de jovens de um cursinho popular

  • Eduardo Vilar Bonaldi Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) - Departamento de Sociologia e Política
Palavras-chave: Sociologia da educação, Habitus, Jovens de camadas populares, Acesso ao ensino superior, Cursinhos populares

Resumo

Este artigo retrata o caso de jovens de camadas populares que buscam alcançar o ensino superior com base em uma iniciativa de “cursinho popular” organizada na cidade de São Paulo. O texto busca caracterizar e evidenciar, primeiramente, os agenciamentos de socialização a partir dos quais esses jovens são investidos de disposições ao alongamento de suas expectativas escolares, incorporando o ensino superior como destino educacional pressentido como “possível” por eles. Em seguida, o artigo busca esclarecer como esses agenciamentos se desdobram, no entanto, em desajustes, limites e inadequações entre as disposições incorporadas por esses jovens e as exigências dos modos de seleção próprios às instituições de ensino superior público, que passam a ser valorizadas e pretendidas por eles a partir de suas passagens pelo cursinho popular.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eduardo Vilar Bonaldi, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) - Departamento de Sociologia e Política

Doutor em sociologia pela Universidade de São Paulo e professor adjunto A no Departamento de Sociologia e Política da UFSC

Publicado
2018-04-26
Como Citar
Bonaldi, E. (2018). Tentando “chegar lá”: as experiências de jovens de um cursinho popular. Tempo Social, 30(1), 259-282. https://doi.org/10.11606/0103-2070.ts.2018.119387
Seção
Artigos