Conversões da dívida entre os Yawanawá: um modelo de análise dos fundamentos culturais, sociais e políticos da troca

Autores

  • André Vereta-Nahoum Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (Cebrap); Núcleo de Estudos em Cultural e Economia (Nucec-UFRJ)

DOI:

https://doi.org/10.11606/0103-2070.ts.2017.119612

Palavras-chave:

Troca, Conversões da dívida, Obrigações sociais, Amazônia, Yawanawá

Resumo

 

Este texto procura demonstrar que a noção de conversões da dívida é útil para revelar os enredamentos do dinheiro, das mercadorias e das transações mercantis em uma teia de obrigações políticas, culturais e sociais. Para tanto, mobiliza material coletado durante trabalho de campo para analisar dois pares de conversão da dívida em que circulam bens e dinheiro entre os Yawanawá, uma população nativa do sudoeste amazônico. Nessas conversões, dívidas oriundas de relações políticas, assim como serviços relacionados com rituais e curas, geram prestações sob a forma de dinheiro, bens e serviços. Analisando as conversões da dívida entre os Yawanawá, o texto demonstra que dinheiro e bens são domesticados, colocados a serviço de obrigações políticas, culturais e sociais e não corroem princípios da sociabilidade ou da reprodução cultural, ainda que
haja um constante esforço para manter a orientação dessas transações em objetivos comunitários.


Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

André Vereta-Nahoum, Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (Cebrap); Núcleo de Estudos em Cultural e Economia (Nucec-UFRJ)

Pesquisador de pós-doutorado no Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (Cebrap) e pesquisador associado ao Núcleo de Estudos em Cultura e Economia (Nucec-UFRJ).

Downloads

Publicado

2017-04-15

Como Citar

Vereta-Nahoum, A. (2017). Conversões da dívida entre os Yawanawá: um modelo de análise dos fundamentos culturais, sociais e políticos da troca. Tempo Social, 29(1), 45-68. https://doi.org/10.11606/0103-2070.ts.2017.119612

Edição

Seção

Dossiê - Os sentidos sociais da economia