Redes intelectuais hispano-americanas na Argentina de 1920

  • Karina R. Vasquez
Palavras-chave: Vanguardas argentinas, Anos de 1920, Reforma Universitária, Cosmopolitismo, Nacionalismo, Americanismo

Resumo

Este artigo se propõe a investigar as conexões entre Reforma Universitária e vanguarda estética na Argentina dos anos de 1920, enfocando principalmente a rede de ligações, interesses e contatos que a vanguarda recebe (recolhe) da experiência reformista. Para tanto, privilegiou-se a análise da revista Martín Fierro (1924-1927) com o propósito de mostrar que, entre a vocação cosmopolita da revista e a busca de um novo nacionalismo cultural, pode-se reconhecer nessa publicação uma particular afirmação do tópico americanista. Tomado em um sentido que rejeita uma definição essencialista do "ser americano", o americanismo - como horizonte de referências e contatos - será apresentado como um dos tópicos que contribuem positivamente para resolver alguns dos dilemas da vanguarda estética dos anos de 1920.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2005-06-01
Como Citar
Vasquez, K. (2005). Redes intelectuais hispano-americanas na Argentina de 1920 . Tempo Social, 17(1), 55-80. https://doi.org/10.1590/S0103-20702005000100003
Seção
Dossiê/História Social da Cultura (América Latina)