Juventude brasileira, entre a tradição e a modernidade

Autores

  • Hebe Signorini Gonçalves UFRJ; Instituto de Psicologia; Núcleo Interdisciplinar de Pesquisa e Intercâmbio para a Infância e Adolescência Contemporâneas

DOI:

https://doi.org/10.1590/S0103-20702005000200009

Palavras-chave:

Juventude, Família, Individualismo

Resumo

Dados colhidos em duas pesquisas distintas, ambas conduzidas na região metropolitana do Rio de Janeiro, são comparados com a intenção de compreender as trocas sociais entre as gerações. No primeiro estudo, a análise de discurso dos pais visava a descrever e entender os recursos usados na criação dos filhos e os valores cuja transmissão é considerada essencial. No segundo, jovens foram indagados sobre os principais problemas da juventude e as formas de enfrentá-los. Vistos em conjunto, esses dados mostram que a família ainda ocupa um lugar importante na socialização de crianças e jovens, pondo em questão a extensão em que a noção de individualismo pode ser aplicada à juventude brasileira.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2005-11-01

Como Citar

Gonçalves, H. S. (2005). Juventude brasileira, entre a tradição e a modernidade . Tempo Social, 17(2), 207-219. https://doi.org/10.1590/S0103-20702005000200009

Edição

Seção

Análises