Violações de direitos humanos, lei e memória coletiva

  • Joachim J. Savelsberg Universidade de Minnesota; Departamento de Sociologia
Palavras-chave: Direitos humanos, Atrocidades, Crimes de guerra, Genocídio, Tribunais, Memória coletiva

Resumo

Respostas institucionais a violações maciças dos direitos humanos e do direito humanitário podem afetar os registros de direitos humanos futuros, pois, entre outras implicações, contribuem para aviventar a memória coletiva referente aos capítulos sombrios da história de uma nação. Este artigo explora, primeiramente, as idéias teóricas concernentes ao impacto que respostas legais podem ter sobre a memória coletiva e o trauma cultural. Em seguida, procede a um exame das formas de mensuração empírica dos efeitos de processos jurídicos sobre a memória coletiva, discriminando sistematicamente os passos seguidos em estudos recentes acerca da memória coletiva de atrocidades, tomando como exemplos as guerras do Vietnã e dos Bálcãs enquanto reportadas pelo New York Times e em livros de história dos Estados Unidos. Alguns dos resultados desses estudos são relatados, indicando os efeitos condicionais e seletivos de processos criminais incidentes sobre a memória coletiva. Por fim, são elaboradas conclusões visando a pesquisas futuras na América Latina e alhures.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2007-11-01
Como Citar
Savelsberg, J. (2007). Violações de direitos humanos, lei e memória coletiva . Tempo Social, 19(2), 13-37. https://doi.org/10.1590/S0103-20702007000200001
Seção
Dossiê - Sociologia do Judiciário