A sociolingüística de Goffman e a comunicação mediada

  • Jordão Horta Nunes Universidade Federal de Goiás; Faculdade de Ciências Humanas; Departamento de Ciências Sociais
Palavras-chave: Análise da conversação, Goffman, Análise do quadro, Sociolingüística, Comunicação mediada por computador

Resumo

É bastante conhecida a influência da relação entre linguagem e sociedade na metodologia das ciências sociais, desde a análise das formas primitivas de classificação de Mauss e Durkheim até as teorias do discurso em Paul Ricoeur ou em Habermas. Menos populares são as perspectivas sociolingüísticas, que enfocam a relação entre as formas de falar e a vida social, com raízes no relativismo lingüístico de Sapir-Whorf, na concepção pragmática da linguagem de Wittgenstein e na teoria dos atos performativos de Austin. O objetivo deste texto é reconstruir algumas perspectivas sociolingüísticas na análise da comunicação mediada, com destaque para a teoria goffmaniana dos frames (quadros), artifícios que orientam a interpretação e constituem, ao mesmo tempo, condições necessárias para sua existência. Efetiva-se, finalmente, mediante o desenvolvimento de um estudo de caso, uma possibilidade de aplicação metodológica da teoria do frame na análise do correio eletrônico como forma de comunicação mediada por computador.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2007-11-01
Como Citar
Nunes, J. (2007). A sociolingüística de Goffman e a comunicação mediada . Tempo Social, 19(2), 253-266. https://doi.org/10.1590/S0103-20702007000200010
Seção
Artigos