Um mundo em crise

Autores

  • Carlos Altamirano Universidade Nacional de Quilmes; Programa de História Intelectual

DOI:

https://doi.org/10.1590/S0103-20702009000200002

Palavras-chave:

Ser nacional, Americanismo, Intuicionismo, Intelectuais

Resumo

Este estudo tem por objeto analisar um segmento do pensamento argentino da década de 1930, representado no ensaísmo sobre a "alma", ou o caráter nacional. Esse ensaísmo produziu alguns textos que se transformaram, por meio da crítica, em clássicos da reflexão sobre o país - tais como Radiografía de la pampa, de Ezequiel Martínez Estrada, e Historia de una pasión argentina, de Eduardo Mallea -, e que se gestaram sobre a base de uma crise política - sua primeira exteriorização foi o golpe de Estado de 1930 - e de uma desordem mais ampla dos pontos intelectuais de referência, em consequência da falência do positivismo entre as elites culturais. O dissabor provocado pelo contexto político nacional se mesclou ao mal-estar oriundo do pensamento europeu sobre a crise - crise do espírito, da ordem liberal e do capitalismo -, e esse amálgama alimentou um estado de descontentamento intelectual que ganhou forma na reflexão ensaística. De modo cada vez mais amplo, esse gênero dá início a uma rigorosa revisão da Argentina liberal, no âmbito de cuja produção destacam-se os referidos ensaios de Martínez Estrada e de Mallea, que serão analisados na parte final do presente estudo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2009-01-01

Como Citar

Altamirano, C. (2009). Um mundo em crise . Tempo Social, 21(2), 11-34. https://doi.org/10.1590/S0103-20702009000200002

Edição

Seção

Dossiê Argentina: Cultura e Política