O objecto dúctil: a emergência de uma sociologia histórica da edição

Autores

  • Nuno Medeiros Instituto Politécnico de Lisboa; Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa

DOI:

https://doi.org/10.1590/S0103-20702010000200012

Palavras-chave:

Livro, Edição, Campo de pesquisa, Sociologia histórica

Resumo

Localizada, desde o início das diligências explicativas para a apreender, numa matriz temática e disciplinar em que se multiplicam os cruzamentos, a edição de livros foi sendo construída como objeto para cuja captura e definição convergiu e converge sinuosamente um feixe de tradições e perspectivas, tanto na sociologia como na história. Este artigo procura estabelecer um percurso sistematizado que se possa constituir para o leitor interessado como baliza de entendimento de um campo de pesquisa teórica e empírica em construção, que aqui se denomina "sociologia histórica da edição". Projeto necessariamente parcelar, o propósito apresentado concretiza-se seletivamente, tentando proceder a uma exploração do tema a partir especificamente de duas tradições, a francesa e a anglo-saxônica, com enfoque particular na produção do último meio século.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2010-12-01

Como Citar

Medeiros, N. (2010). O objecto dúctil: a emergência de uma sociologia histórica da edição . Tempo Social, 22(2), 241-261. https://doi.org/10.1590/S0103-20702010000200012

Edição

Seção

Artigos