Mobilidades diferenciadas e ilegalidades institucionalizadas: tendências e contradições do trabalho na contemporaneidade

  • Jacob Carlos Lima Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) - Departamento de Sociologia
  • Angelo Martins Junior University of London - Goldsmiths College
Palavras-chave: Mobilidades, Precarização da vida, Migração, Regulação do trabalho, Ilegalidades

Resumo

Neste artigo discutimos os novos reordenamentos e tendências do capital e do trabalho no que diz respeito às novas formas de organizar o capital, o trabalho, as mobilidades e o controle de ambos, as quais surgiram a partir de mudanças politicas, econômicas, sociais e culturais das ultimas décadas. Argumentamos que, ao destacar as tendências e contradições da mobilidade do capital e do trabalho contemporâneo, focando nas disposições desregulatórias por um lado e regulatórias de outro, podemos evidenciar as mobilidades (e inclusões) diferenciadas e a precarização crescente da vida social contemporânea. Este artigo se baseia, empiricamente, em pesquisas realizadas com trabalhadores no Brasil e com imigrantes brasileiros na Inglaterra no âmbito do Laboratório de Estudos sobre Trabalho, Profissões e Mobilidades da Universidade Federal de São Carlos.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jacob Carlos Lima, Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) - Departamento de Sociologia

Professor titular do Departamento de Sociologia da UFSCar

Angelo Martins Junior, University of London - Goldsmiths College
Professor do Departamento de Sociiologia do Goldsmiths College da University of London
Publicado
2018-04-26
Como Citar
Lima, J., & Martins Junior, A. (2018). Mobilidades diferenciadas e ilegalidades institucionalizadas: tendências e contradições do trabalho na contemporaneidade. Tempo Social, 30(1), 31-51. https://doi.org/10.11606/0103-2070.ts.2018.138076
Seção
Dossiê: Sociedade, trabalho e sindicalismo na contemporaneidade