Modelos de produção e relações de trabalho no México do século XXI

  • Enrique de la Garza Toledo Universidad Autónoma Metropolitana
Palavras-chave: México, Modelos de produção, Relações de trabalho, Sindicato

Resumo

O artigo discute os problemas do modelo exportador manufatureiro, estabelecido no México, na década de 1980, enfatizando a questão do trabalho e dos sindicatos. A escolha do setor manufatureiro ocorre por ter sido ele apresentado como motor da economia devido às exportações, embora o setor de serviços tivesse uma participação maior no PIB mexicano. A proposta é analisar os segmentos industriais que são motores da exportação e o peso dos baixos salários e do sindicalismo dominante – corporativista - nessa configuração econômica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Enrique de la Garza Toledo, Universidad Autónoma Metropolitana
Professor e pesquisador da pós-graduação em Estudios Laborales na Universidad Autónoma Metropolitana na Cidade do México.
Publicado
2018-04-26
Como Citar
Toledo, E. (2018). Modelos de produção e relações de trabalho no México do século XXI. Tempo Social, 30(1), 157-178. https://doi.org/10.11606/0103-2070.ts.2018.138080
Seção
Dossiê: Sociedade, trabalho e sindicalismo na contemporaneidade