Turismos Diaspóricos: Mapeando Conceitos e Questões

Palavras-chave: Turismo, Turismo diaspórico, Turismo étnico, Diáspora, Identidade

Resumo

O estudo do turismo nas ciências sociais possui hoje o reconhecimento merecido e já não é mais necessário comprovar a sua relevância para o entendimento das sociedades e culturas, principalmente em um mundo marcado pela intensificação das mobilidades. No entanto, algumas das vertentes do turismo, como o turismo sexual e o ecoturismo, têm sido mais estudadas do que outras. Este artigo visa contribuir para o desenvolvimento do estudo dos turismos diaspóricos, que têm atraído um interesse cada vez maior de viajantes e pesquisadores. Analisando as interseções entre turismo, diáspora e raça, o artigo tem dois objetivos centrais: mapear os principais conceitos que têm sido utilizados nas análises dos turismos diaspóricos e discutir algumas das suas questões centrais. A apresentação dos conceitos não tem um intuito meramente taxonômico, visando, em vez disso, gerar ferramentas que possam aprofundar as análises. Já as questões aqui discutidas, embora não abranjam a totalidade das experiências diaspóricas do turismo, indicam alguns dos principais caminhos a serem percorridos nesses estudos, tais como as análises sobre as conexões entre turismo e identidades, as hierarquias inerentes a diásporas e os paradoxos da mobilidade privilegiada de turistas pertencentes a grupos raciais subordinados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Patricia de Santana Pinho, University of California, Santa Cruz

Professora no Department of Latin American and Latino Studies, University of California, Santa Cruz

Publicado
2018-07-28
Como Citar
Pinho, P. (2018). Turismos Diaspóricos: Mapeando Conceitos e Questões. Tempo Social, 30(2), 113-131. https://doi.org/10.11606/0103-2070.ts.2018.142218
Seção
Dossiê - Mobilidades