A aparição do demônio na fábrica, no meio da produção

Autores

  • José de Souza Martins Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas

DOI:

https://doi.org/10.1590/ts.v5i1/2.84939

Palavras-chave:

Imaginário, Demonização, Alienação, Modernização, Relações de trabalho

Resumo

A aparição do demônio, várias vezes, durante uma semana, em uma grande fábrica do subúrbio da cidade de São Paulo, em 1956, foi uma indicação de que os fenômenos de demonização podem ocorrer também fora do mundo tracidional e rural dos camponeses. Também os operários da moderna indústria estão sujeitos à invocação do imaginário arcaico para compreender as mudanças tecnológicas na produção. Quando a modernização industrial introduz uma separação radical entre o pensar e o fazer no processo de trabalho, o imaginário arcaico pode preencher esse vazio para lhe dar sentido: o sentido que sua irracionalidade pode ter.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José de Souza Martins, Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas

Professor do Departamento de Sociologia, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo

Downloads

Como Citar

Martins, J. de S. (1993). A aparição do demônio na fábrica, no meio da produção. Tempo Social, 5(1/2), 1-29. https://doi.org/10.1590/ts.v5i1/2.84939

Edição

Seção

Artigos