Umbanda: entre a cruz e a encruzilhada

  • Lísias Nogueira Negrão Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Palavras-chave: Umbanda, Religião, Religiões afro-brasileiras, Religiões populares, Espiritismo

Resumo

O artigo considera a umbanda, religião afro-brasileira de constituição recente, como estando dividida entre os apelos de suas raízes negras e os atrativos legitimadores da adoção dos princípios éticos cristãos. Embora pouco racionalizada e postulando uma visão de mundo predominantemente encantada, vem crescentemente moralizando-se a partir, das influências do ideal kardecista da caridade. Tal incorporação não é, contudo, linear, mas reinterpretada a partir da vivência concreta de seus agentes e moderada pela necessidade da cobrança por serviços religiosos prestados e pela "demanda", concepção mágica de conflito inter-individual.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lísias Nogueira Negrão, Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Professor do Departamento de Sociologia, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo
Como Citar
Negrão, L. (1). Umbanda: entre a cruz e a encruzilhada. Tempo Social, 5(1/2), 113-122. https://doi.org/10.1590/ts.v5i1/2.84951
Seção
Artigos