A constituição do Eu: os imperativos da interpretação e a perda de sentido

  • Rita Paiva Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Palavras-chave: Indivíduo, Sujeito, Sociedade, Ideal, Futuro

Resumo

Este artigo visa a abordar a constituição social do indivíduo. Neste viés, pretende tematizar as exigências necessárias para que o Eu possa permanecer estruturado durante toda a vida do sujeito, bem como reportar-nos às discussões sobre o perfil do homem prevalecente neste fim de século.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rita Paiva, Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Mestre em sociologia pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo (FFLCH-USP)
Como Citar
Paiva, R. (1). A constituição do Eu: os imperativos da interpretação e a perda de sentido. Tempo Social, 10(1), 83-104. https://doi.org/10.1590/ts.v10i1.86701
Seção
Artigos