68: a comemoração impossível

  • Irene Cardoso Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Palavras-chave: 68, Comemoração, Memória, Esquecimento

Resumo

68, acontecimento que irrompeu simultaneamente em vários países, com contornos singulares, foi marcado pelo esquecimento e pela normalização da sociedade e da política que se seguiram à sua irrupção. Retorna pela via da comemoração, em intervalos regulares de tempo, definidos pelo único critério da numeração decimal. Os eventos comemorativos de 68, a cada vez que se repetem, esvaziam o acontecimento da dramaticidade que o revestiu na sua própria atualidade, e o que se comemora então são as apropriações ideológicas do acontecimento, os seus aspectos assimiláveis pelo presente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Irene Cardoso, Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Professora do Departamento de Sociologia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo (FFLCH-USP)
Como Citar
Cardoso, I. (1). 68: a comemoração impossível. Tempo Social, 10(2), 1-12. https://doi.org/10.1590/ts.v10i2.86767
Seção
Dossiê Maio de 68