[1]
B. Kenny, “O movimento sindical sul-africano: Um terreno fragmentado e instável”, Tempo Soc., vol. 32, nº 1, p. 119-136, abr. 2020.