ŚRĪ ŚĀNTĀDURGĀ DEVĪ: análise preliminar das fontes textuais goesas em Língua Portuguesa

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/va.v0i30.117076

Palavras-chave:

Śāntādurgā, Goa, Foral, estratigrafia textual, interdiscursividade

Resumo

O presente artigo é uma análise preliminar da paisagem sagrada associada à deusa Śrī Śāntādurgā nas Velhas Conquistas, durante o advento colonial português em Goa. No século XVI, esse território foi profundamente modificado e os templos hindus destruídos. Um levantamento minucioso dos antigos Forais de Ilhas, Salcete e Bardez foi realizado com vistas a recuperar informações sobre a extensão dos cultos às divindades femininas naquele período, com ênfase na sua deusa mais popular, Santeri – Śāntādurgā. A interdiscursividade presente nessa estratigrafia textual, de caráter ambivalente, fornece um retrato indireto e detalhado das transformações em curso naquela época.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cibele Elisa Viegas Aldrovandi, Universidade de São Paulo - USP

Pós-Doutoramento Sênior, DLCV-FFLCH-USP

Downloads

Publicado

2016-12-28

Como Citar

Aldrovandi, C. E. V. (2016). ŚRĪ ŚĀNTĀDURGĀ DEVĪ: análise preliminar das fontes textuais goesas em Língua Portuguesa. Via Atlântica, (30), 99-130. https://doi.org/10.11606/va.v0i30.117076

Edição

Seção

Dossiê 30: Goa - Literatura e Cultura 2