Ler direito: o testamento de Olivier-Simon Le Bon (Goa, 1780)

Autores

  • Luis Cabral de Oliveira CEDIS-Faculdade de Direito da Universidade Nova de Lisboa/ ESTG -Instituto Politécnico de Leiria

DOI:

https://doi.org/10.11606/va.v0i30.118313

Palavras-chave:

Goa, sociedade, direito, religião

Resumo

À semelhança dos textos literários, a documentação jurídica pode constituir um auxiliar precioso para uma melhor compreensão da história de Goa. É o que pretendemos demonstrar a partir da análise do testamento de Olivier-Simon Le Bon, o qual permite conhecer melhor a passagem deste prelado pela capital do antigo Estado da Índia e reflete os conflitos intensos entre Padroado/Proganda que então se viviam.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luis Cabral de Oliveira, CEDIS-Faculdade de Direito da Universidade Nova de Lisboa/ ESTG -Instituto Politécnico de Leiria

Luís Cabral de Oliveira é doutor em direito pela FDUNL, onde defendeu a tese A consagração dos naturais: direito(s) e elites naturais católicas em Goa (1780-1880). Professor do departamento de ciências jurídicas do IPLeiria, professor convidado do département d’études portugaises et brésiliennes da Universidade de Aix/Marseille e investigador do CEDIS/FDUNL. Desenvolve o seu trabalho científico (através de publicações, conferências e participação em projetos nacionais e internacionais) na área do direito e sociedades coloniais, interessando-se particularmente pelas questões relativas ao Estado da Índia (nomeadamente ao nível das relações entre direito, sociedade e literatura).

Downloads

Publicado

2016-12-28

Como Citar

Oliveira, L. C. de. (2016). Ler direito: o testamento de Olivier-Simon Le Bon (Goa, 1780). Via Atlântica, (30), 175-199. https://doi.org/10.11606/va.v0i30.118313

Edição

Seção

Dossiê 30: Goa - Literatura e Cultura 2