EDUCAÇÃO LIBERTADORA E (RE)CONHECIMENTO DO NEGRO: A VOZ E A VEZ DAS LITERATURAS AFRICANAS DE LÍNGUA PORTUGUESA NAS SALAS DE AULA

Palavras-chave: Literaturas africanas, racismo, Brasil, Paulo Freire, Educação

Resumo

Este artigo tem por objetivo discutir o estudo das Literaturas Africanas em Língua Portuguesa como importante expressão da educação libertadora, enfatizando a reflexão acerca do sujeito afro-descendente brasileiro. Buscaremos verificar até que ponto esse referencial, como recurso pedagógico, contribui para que o alunado da educação básica possa conhecer melhor sua própria história, produzindo novos conceitos sobre ela e tomando consciência de seu papel de intervenção diante das iniquidades a que se percebe submetido.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mariana Sousa Dias, Universidade Federal Fluminense
Doutoranda em Estudos de Literatura pela Universidade Federal Fluminense - Niterói: RJ. Orientadora: Prof Dra Renata Flávia da Silva
Renata Flavia da Silva, Universidade Federal Fluminense (UFF)
Docente da Universidade Federal Fluminense (UFF)
Publicado
2017-12-21
Como Citar
Dias, M., & Silva, R. (2017). EDUCAÇÃO LIBERTADORA E (RE)CONHECIMENTO DO NEGRO: A VOZ E A VEZ DAS LITERATURAS AFRICANAS DE LÍNGUA PORTUGUESA NAS SALAS DE AULA. Via Atlântica, (32), 377-389. https://doi.org/10.11606/va.v0i32.118468
Seção
Outros Textos