Inenigmática: o deslocamento do leitor no corpo da poesia brasileira contemporânea

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/va.v0i32.126070

Palavras-chave:

poesia brasileira contemporânea, leitor, Inenigmática, Dilson Solidade Lima

Resumo

A literatura brasileira contemporânea, em seus diversos gêneros, opera o deslocamento de termos, lugares e teorias com as quais estamos familiarizados, mobilizando, inclusive, outras formas de comunicação com o público leitor. Não obstante, certas tensões continuam latentes, a despeito, por exemplo, de questionamentos entre o lugar do autor e o do narrador; entre verdades biográficas e verdades imaginativas; entre a ficcionalização da verdade e a desrealização da vida real, em que margens tênues parecem cobrar olhos atentos e dilatação conceitual. Neste contexto, a poesia, ao passo que se comunica com seu tempo, dele se distancia, voltando-se contra a tendência às experiências superficiais, das quais a leitura apressada realizada por indivíduos imersos na tônica da contemporaneidade que, ainda assim, são seus potenciais interlocutores. Em Inenigmática (2014), Dilson Solidade Lima, por meio da constituição dos sujeitos poéticos, acena para o lugar do leitor no jogo criativo da poesia, cercando o espaço extraliterário com um discurso poético que provoca o campo perceptual de quem se propõe a trilhar o caminho das palavras. A proposta deste estudo é investigar a potência comunicativa da obra, no sentido do que requer na composição de sutis jogos de leitura, de forma a forçar o deslocamento do leitor, retirando-o de seu suposto lugar de passividade contemplativa e, concomitantemente, propor o debate sobre os campos teóricos tradicionais acerca dos lugares consagrados a cada um.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jacimara Vieira Santos, Universidade Federal da Bahia

Mestre em Literatura e Diversidade Cultural pela UEFS (universidade Estadual de Feira de Santana) e Doutora em Letras pela Universidade Federal da Bahia, atuou como professora na rede pública do ensino superior (UNEB, UFBA, UFS), ministrando dispciplinas na área de Literatura Brasileira e Estudos Culturais.

Downloads

Publicado

2017-12-21

Como Citar

Santos, J. V. (2017). Inenigmática: o deslocamento do leitor no corpo da poesia brasileira contemporânea. Via Atlântica, 18(2), 223-240. https://doi.org/10.11606/va.v0i32.126070

Edição

Seção

Dossiê 32: A Poesia no Limite