Na estrada para o safismo: uma comparação entre Amar, gozar, morrer e Nova Sapho

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/va.i43.197127

Palavras-chave:

pornografia, lesbianidade, viagens

Resumo

O presente artigo tem por objetivo efetuar uma análise comparativa entre os romances Amar, gozar, morrer (s/d), de autoria anônima, e Nova Sapho (1912), do Visconde de Villa-Moura, tendo como principal interesse analisar o caráter erótico, a enunciação da lesbianidade, as viagens e as damas de companhia. Para tanto, nos baseamos na crítica lésbica (SANTOS, 2005), em especialistas na literatura pornográfica (EL FAR, 2004; MENDES, 2017), uma vez que as duas obras podem ser pensadas a partir do diálogo com essa categoria, e nos ideais propostos pela medicina no final do século XIX (SILVA, 1895; KRAFFT-EBING, 1893), que tanto influenciaram a produção literária desse período.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Ana Beatriz Silva, Universidade de São Paulo

    Graduada em Letras na Universidade de São Paulo (2022).

  • Helder Thiago Maia, Universidade de São Paulo

    Doutor em Literatura Comparada (UFF, 2018), é Investigador do Centro de Estudos Comparatistas da Universidade de Lisboa (CECOMP) e professor colaborador do PPG de Estudos Comparados de Literaturas de Língua Portuguesa da Universidade de São Paulo.

Referências

ALMEIDA, Aline Cristina Moreira de. O imortal Rabelais: Alfredo Gallis e a literatura pornográfica no Brasil no final do século XIX. 152f. Dissertação (Mestrado em Letras e Linguística) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro. São Gonçalo: 2018.

AMAR, GOZAR, MORRER: RECORDAÇÕES DA MOCIDADE. Tipografia Pudicia, Rua dos Donzéis Apaixonados, s/d.

AZEVEDO, Natanael Duarte; FERREIRA JÚNIOR. Pornografia e literatura: uma história pelo buraco da fechadura. Revista Graphos/UFPB, João Pessoa, v.19, n.2, p.140-164, 2017.

EL FAR, Alessandra. Páginas de sensação. São Paulo: Companhia das Letras, 2004.

FIGUEIREDO, Eurídice. Literatura comparada: o regional, o nacional e o transnacional. Revista Brasileira de Literatura Comparada, Salvador, n.23, p.3-48, 2013.

KLOBUCKA, Anna M. Prólogo. In: VILLA-MOURA, Visconde de. Nova Sapho: Tragedia Extranha. Lisboa: Index, 2020, p.1-48.

KRAFT-EBING, R. von. Psychopathia Sexualis. Washington D. C.: The F.A Davis Company, 1893.

MAIA, Helder Thiago; LUGARINHO, Mário César; CUROPOS, Fernando. Prefácio. In: AMAR, GOZAR, MORRER: RECORDAÇÕES DA MOCIDADE. Lisboa: Index, 2020, p. V-XXV.

MENDES, Leonardo. Livros para homens: sucessos pornográficos no Brasil no final do século XIX. Cadernos do IL, Porto Alegre, n.53, p.173-191, janeiro de 2017.

MENDES, Leonardo. O naturalismo na livraria do século XIX. Revista Letras/UFPR, Curitiba, n.100, p.71-90, jul./dez. 2019.

SANTOS, Giceli Ribeiro dos. Rasgando as páginas do silenciamento: o lesbianismo na literatura brasileira. In: SEMOC – SEMANA DA MOBILIZAÇÃO CIENTÍFICA, 8.; 2005, Salvador. Anais. Salvador: UCSAL, 2005.

SILVA, Adelino. A Inversão Sexual. Porto: Typographia Gutenberg, 1895.

SILVA, Clara Maria. Nova Sapho – Um novo olhar sob(re) a paisagem literária portuguesa. CEM/U.Porto, Porto, n.11, p.169-182, 2020.

SOUZA, Cruz e. Evocações. Rio de Janeiro: Typ. Aldina, 1898.

VILLA-MOURA, Visconde de. Nova Sapho: Tragedia Extranha. Lisboa: Livraria Ferreira, 1912.

Downloads

Publicado

2023-04-28

Edição

Seção

Dossiê 43: Sexo e sensibilidades eróticas na literatura luso-brasileira de Oitoc

Como Citar

SILVA, Ana Beatriz; MAIA, Helder Thiago. Na estrada para o safismo: uma comparação entre Amar, gozar, morrer e Nova Sapho: . Via Atlântica, São Paulo, v. 24, n. 1, p. 136–167, 2023. DOI: 10.11606/va.i43.197127. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/viaatlantica/article/view/197127.. Acesso em: 23 abr. 2024.