Ecos da lira camoniana na obra poética de Eugénio Tavares

Autores

  • Sinei Ferreira Sales Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/va.i42.204449

Palavras-chave:

Comparatismo Literário, Lírica, Amor, Camões, Eugénio Tavares

Resumo

Aproximar Eugénio Tavares e Camões, por si, já daria um extenso diálogo, haja vista a importância destes dois ícones para suas respectivas nações. No entanto, neste ensaio objetivamos discutir, brevemente, os ecos da lírica camoniana na produção poética de Eugénio Tavares, analisando a tópica amorosa. Para tanto, focaremos nas permanências e nas rupturas produzidas pelo poeta cabo-verdiano em seus poemas e canções, observando, principalmente, o posicionamento do sujeito poético diante do seu objeto amado. Como suporte teórico para nossas análises, empregaremos os recursos do comparatismo literário, em sua vertente comunitária cultural do macrossistema das literaturas de língua portuguesa, assim como os exercícios ensaísticos de Jorge de Sena e de Cleonice Berardinelli, além dos trabalhos do cabo-verdianista Genivaldo Sobrinho.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sinei Ferreira Sales, Universidade de São Paulo

Atualmente, é doutorando do Programa de Pós-graduação em Estudos Comparados de Literaturas de Língua Portuguesa - FFLCH / USP, Mestre em Letras pelo mesmo programa. É bacharel em Letras (Português-Espanhol) pela mesma faculdade e licenciado em Letras, pela FE-USP. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Literatura Portuguesa, Literaturas Africanas de Língua Portuguesa e Literatura Comparada, atuando principalmente nos seguintes temas: Poesia do século XX, Literatura Comparada, Estudos Culturais, Teoria Queer e Estudos Gays e Lésbicas, focalizando a tensão e a convergência desses com a crítica literária, o corpo, a subjetividade e a cultura.

Referências

ABDALA JUNIOR, Benjamin. Literatura, história e política - 2ª edição. 2ª. ed. Cotia: Ateliê Editorial, 2007.

ABDALA JUNIOR, Benjamin. Literatura comparada e relações comunitárias, hoje. 1. ed. Cotia: Ateliê Editorial, 2012.

ACHCAR, Francisco. Lírica e lugar-comum: alguns temas de Horácio e sua presença em português. 1992. Tese (Doutorado em Letras Clássicas) - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 1992. doi:10.11606/T.8.1992.tde-25082022-113748. Acesso em: 2022-11-14.

BARTHES, Roland. Fragmentos de um discurso amoroso. São Paulo, Editora Unesp, 2018.

BERARDINELLI, Cleonice. Sonetos de Camões; corpus de sonetos camonianos. Lisboa, Centre Culturel Portugais, 1980.

BERARDINELLI, Cleonice. Estudos camonianos. Rio de Janeiro, Nova Fronteira, 2000.

BRANDÃO, Junito de Souza. Mitologia grega, vol. I. 26.ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2015

BRANDÃO, Junito de Souza. Dicionário mítico-etimológico da mitologia grega. 2ª edição. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014. CAMÕES, Luís de. Rimas : primera, segunda, e terceira parte, Alicante : Biblioteca Virtual Miguel de Cervantes, 2013. https://www.cervantesvirtual.com/nd/ark:/59851/bmc5q564

RODRIGUES SOBRINHO, Genivaldo. Eugénio Tavares: retratos de Cabo Verde em prosa e poesia. 2010. Tese (Doutorado em Estudos Comparados de Literaturas de Língua Portuguesa) - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010. doi:10.11606/T.8.2010.tde-28092010-152302. Acesso em: 2022-11-14

SANTOS, Antônio Carlos Oliveira. Eugênio Tavares: poesia e convenção romântica. 2008. Dissertação (Mestrado em Estudos Comparados de Literaturas de Língua Portuguesa) - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2008. doi:10.11606/D.8.2008.tde-30112009-121303. Acesso em: 2022-11-14.

SENA, Jorge de. Uma canção de Camões. Lisboa, Edições 70, 1984.

Downloads

Publicado

2022-12-15

Como Citar

Sales, S. F. (2022). Ecos da lira camoniana na obra poética de Eugénio Tavares. Via Atlântica, 1(42), 260-282. https://doi.org/10.11606/va.i42.204449

Edição

Seção

Outros Textos