DISCURSO ETNOGRÁFICO E REPRESENTAÇÃO NA FICÇÃO AFRICANA DE LÍNGUA PORTUGUESA: NOTAS SOBRE A RECEPÇÃO CRÍTICA DE MIA COUTO E O PROJETO LITERÁRIO DE RUY DUARTE DE CARVALHO

Autores

  • Anita Martins Rodrigues de Moraes Universidade de São Paulo (USP)

DOI:

https://doi.org/10.11606/va.v0i16.50472

Palavras-chave:

literatura e antropologia, escrita e oralidade, representação, literaturas africanas, Ruy Duarte de Carvalho, Mia Couto

Resumo

O PRESENTE TRABALHO INVESTIGA AS NOÇÕES DE REPRESENTAÇÃO IMPLICADAS NO USO DE MATERIAIS ETNOGRÁFICOS PARA ESTUDO DAS LITERATURAS AFRICANAS DE LÍNGUA PORTUGUESA. ANALISA, DE INÍCIO, COMO ESTA EXPECTATIVA DE RETRATO SE INSINUA NA RECEPÇÃO CRÍTICA DO ROMANCE TERRA SONÂMBULA (1992), DO MOÇAMBICANO MIA COUTO. PROPÕE, ENTÃO, POR MEIO DA ANÁLISE DO ROMANCE OS PAPÉIS DO INGLÊS (2000), QUE O PROJETO LITERÁRIO DO ANGOLANO RUY DUARTE DE CARVALHO RESISTE A ESTE TIPO DE EXPECTATIVA, PROBLEMATIZANDO-A.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Anita Martins Rodrigues de Moraes, Universidade de São Paulo (USP)

Pós-doutoranda (USP-FAPESP)

Downloads

Publicado

2009-12-24

Como Citar

Moraes, A. M. R. de. (2009). DISCURSO ETNOGRÁFICO E REPRESENTAÇÃO NA FICÇÃO AFRICANA DE LÍNGUA PORTUGUESA: NOTAS SOBRE A RECEPÇÃO CRÍTICA DE MIA COUTO E O PROJETO LITERÁRIO DE RUY DUARTE DE CARVALHO. Via Atlântica, 10(2), 173-194. https://doi.org/10.11606/va.v0i16.50472