DISCURSO REVOLUCIONÁRIO MOÇAMBICANO E A ESCRITA DO HOMEM NOVO

Autores

  • Bethania Mariani Universidade Federal Fluminense (UFF)

DOI:

https://doi.org/10.11606/va.v0i21.51027

Palavras-chave:

discurso revolucionário moçambicano, textos políticos, homem novo, utopia

Resumo

ESTE ARTIGO BUSCA ANALISAR TEXTOS POLÍTICOS PRODUZIDOS DURANTE A REVOLUÇÃO EM MOÇAMBIQUE QUE COLOCAM EM CIRCULAÇÃO DISCURSOS SOBRE O “HOMEM NOVO” E A “SOCIEDADE NOVA” EM CONSTRUÇÃO. ANALISA-SE A FORMULAÇÃO E CIRCULAÇÃO DESSA EXPRESSÃO – ‘ HOMEM NOVO’ – EM SUA ESPESURA HISTÓRICA, QUE CONTRAPÕE-SE A UMA MEMÓRIA INSTITUÍDA PELO PORTUGUÊS E, AO MESMO TEM PO, PORTA UM INEGÁVEL ESFORÇO DE DESLOCAMENTO IDEOLÓGICO REVOLUCIONÁRIO. AO SER FORMULADA E AO CIRCULAR NOS DISCURSOS DA FRELIMO, ESSA EXPRESSÃO INSTITUI UMA SÉRIE DISCURSIVA DO LEGÍVEL E DO REPETÍVEL.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Downloads

Publicado

2012-06-20

Edição

Seção

Dossiê 21: história, cultura e revolução

Como Citar

MARIANI, Bethania. DISCURSO REVOLUCIONÁRIO MOÇAMBICANO E A ESCRITA DO HOMEM NOVO. Via Atlântica, São Paulo, v. 13, n. 1, p. 59–74, 2012. DOI: 10.11606/va.v0i21.51027. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/viaatlantica/article/view/51027.. Acesso em: 16 jul. 2024.